Mercado abrirá em 44 mins
  • BOVESPA

    117.560,83
    +363,01 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,85 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,80
    +1,35 (+1,53%)
     
  • OURO

    1.717,50
    -3,30 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    19.999,57
    -230,49 (-1,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    454,77
    -8,35 (-1,80%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    7.007,86
    +10,59 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.507,00
    -34,75 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1067
    -0,0068 (-0,13%)
     

Instagram pode ter um novo jeito de lidar com nudez na plataforma

O Instagram testa uma espécie de filtro anti-nudez para proteger usuários da exposição a conteúdos indesejados. O recurso cobriria fotos que contenham imagens de homens ou mulheres seminus ou em poses sensuais até que a pessoa clique para revelar.

Uma configuração chamada Nudity Protection ("Proteção contra Nudez", em tradução livre) foi visualizada pelo desenvolvedor e leaker Alessandro Paluzzi. Ele encontrou a tela no código de uma versão experimental da rede social, portanto se trata de algo em fase de criação.

A mensagem diz que o recurso desfocaria as imagens inapropriadas em mensagens diretas e no feed de publicações. Haverá um botão na sequência para a pessoa liberar o conteúdo se quiser, como já ocorre com fotos e vídeos sensíveis em outras redes sociais. Por enquanto, ainda não dá nada que indique um filtro semelhante para vídeos do Reels e nem dos Stories.

O recurso parece ser exclusivo do iOS, já que usaria a tecnologia de inteligência artificial da Apple para verificar as imagens. O Instagram garante não ter acesso ao conteúdo das fotos, dos áudios e das mensagens de texto trocadas entre usuários, exceto quando há alguma denúncia.

Adolescentes em foco no Instagram

A configuração precisaria ser ativada manualmente, mas poderia fazer parte da central de proteção a adolescentes, implementada recentemente pelo Instagram para coibir problemas com os mais jovens. É bem provável que pais ou responsáveis possam ativar a ferramenta para impedir que seus filhos enviem ou recebam nudes, o que se somaria às regras mais rígidas para menores de 16 anos.

Nos últimos meses, a Meta está no centro das atenções por diversas acusações relacionadas ao impacto negativo das redes sociais em adolescentes. A empresa já foi processada pelo menos oito vezes e o chefe do Instagram, Adam Mosseri, já foi até o Senado dos Estados Unidos para prestar esclarecimentos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: