Mercado fechará em 9 mins
  • BOVESPA

    107.506,07
    +647,20 (+0,61%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.742,87
    +137,31 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,25
    +2,76 (+3,97%)
     
  • OURO

    1.783,50
    +4,00 (+0,22%)
     
  • BTC-USD

    51.107,61
    +1.919,01 (+3,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.315,31
    -5,97 (-0,45%)
     
  • S&P500

    4.692,70
    +101,03 (+2,20%)
     
  • DOW JONES

    35.766,11
    +539,08 (+1,53%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.324,25
    +481,50 (+3,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3319
    -0,0917 (-1,43%)
     

Instagram pensou em mostrar mais memes ao invés de rostos e corpos na plataforma

·2 min de leitura
Instagram pensou em mostrar mais memes ao invés de rostos e corpos na plataforma
Instagram pensou em mostrar mais memes ao invés de rostos e corpos na plataforma

O Instagram é conhecido principalmente por fotos de seus usuários, em sua maioria com rostos e corpos. Com filtros e efeitos, a rede social é dominada por esse tipo de conteúdo. No entanto, a equipe da rede social cogitou configurar o algoritmo para exibir mais memes e paisagens em uma tentativa de diversificar mais os tipos de postagens do Instagram.

As informações vieram à tona em mais um vazamento de documentos do Facebook. A nova leva de arquivos foi entregue para um consórcio formado por alguns dos principais jornais do mundo por Frances Haugen, ex-funcionária da empresa que está denunciando supostas ilegalidades nas operações das plataformas do Facebook.

Os novos vazamentos foram intitulados “Facebook Papers” e mostram que uma pesquisa da rede social sugeriu que à exibição de corpos estava causando danos a autoimagem e saúde dos usuários. Isso faz sentido ainda mais se levado em conta que recentemente surgiu a informação de que estudos internos concluíram que o Instagram era tóxico para adolescentes justamente por esse motivo.

Os pesquisadores então sugeriram uma forma de contornar isso: mudando o foco de corpos para paisagens e memes no Instagram. Dessa forma, o dano aos usuários poderia ser reduzido. Entre as tentativas para evitar isso estava, por exemplo, a atualização que deixou de exibir o número de likes nas portagens, que futuramente se tornou opcional.

Memes no Instagram

Ainda foi considerada a possibilidade de colocar legendas com textos positivos sobre corpos ou anexar rótulos falando sobre os riscos da anorexia. No entanto, segundo a matéria da Forbes, todas essas ideias acabaram descartadas por não serem consideradas eficientes.

Leia mais:

“Evidências substanciais sugerem que as experiências no Instagram ou no Facebook pioram a insatisfação com o corpo, especialmente a visualização de imagens atraentes de outras pessoas, visualização de imagens filtradas, postagem de selfies e visualização de conteúdo com certas hashtags”, explica uma parte do relatório sobre a tentativa de exibir mais memes na rede social.

Veja outros documentos vazados pelo “Facebook Papers”. Quando as matérias foram publicadas, a empresa disse que muitas pesquisas forma tiradas de contexto ou interpretadas da forma errada.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos