Mercado abrirá em 8 h 14 min
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,42
    +0,12 (+0,16%)
     
  • OURO

    1.776,70
    0,00 (0,00%)
     
  • BTC-USD

    34.726,24
    +2.199,33 (+6,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    835,70
    +49,09 (+6,24%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    29.210,31
    +327,85 (+1,14%)
     
  • NIKKEI

    29.094,38
    +219,15 (+0,76%)
     
  • NASDAQ

    14.360,50
    +6,25 (+0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8657
    +0,0034 (+0,06%)
     

Instagram e Facebook mudam regras sobre fotos contendo nudez

·3 minuto de leitura

Após três meses de campanha e muitas acusações de racismo algorítmico, o Facebook e o Instagram anunciaram uma mudança nas regras sobre fotos de nudez nas plataformas. A exposição ainda é proibida, mas as plataformas passam a permitir, oficialmente, as imagens de mulheres de topless, desde que estejam segurando, abraçando ou tampando os seis com as mãos ou os braços. As novas normas começam a valer nesta quarta-feira (28).

As alterações são reflexo direto de manifestações iniciadas pela modelo plus-size britânica Nyome Nicholas-Williams. Em agosto, ela teve uma série de imagens deletadas do Instagram em que aparecia nua, mas com as mãos ou os braços sobre os seios. Após quase ter seu perfil deletado pelo que taxou como uma censura da rede social, ela iniciou a campanha em prol da alteração das regras, apontando que o algoritmo funcionava de forma diferente de acordo com a cor da pele da modelo exibida nas imagens.

Ela, negra, apontou diferentes perfis verificados de publicações adultas ou não nas quais mulheres magras e brancas apareciam em poses simulares às fotos que foram apagadas de seu perfil. Além disso, Williams também demonstrou imagens ainda mais explícitas que passaram pelo crivo das plataformas com pouca ou nenhuma penalização aos perfis, em uma campanha que ganhou o apoio de outras modelos da comunidade negra e plus-size. A partir da mobilização, surgiu a hashtag #IWantToSeeNyome e, também, uma onda de ativismo online de criadores pertencentes a minorias e comunidades marginalizadas.

Originalmente, o Instagram afirmou que as fotos de Williams foram removidas por um erro em seus sistemas, mas admitiu que as regras relacionadas à nudez não estavam sendo corretamente aplicadas por seus algoritmos. A empresa agradeceu à contribuição da modelo e disse que o feedback dado por ela e outras participantes da campanha ajudaram no refinamento das normas, que se tornaram, ao mesmo tempo, mais abrangentes e específicas.

Novas regras

A empresa explicou que suas regras sobre conteúdo explícito existem para proteger os menores cuja presença é garantida na plataforma, desde que sejam maiores de 13 anos. Apesar de as imagens de topless, dentro das condições estabelecidas, estarem permitidas, as fotos não podem conter alterações no formato dos seios pela posição dos braços ou mãos. Além disso, o Instagram afirmou que as fotos detectadas como dúbias não serão mais retiradas do ar até que sejam avaliadas por moderadores humanos.

Agora, a empresa pede paciência aos criadores de conteúdo, já que pode levar certo tempo até que as atualizações sejam aplicadas da maneira correta. O Instagram afirma estar sempre aberto ao feedback de sua comunidade, de forma que mudanças nas políticas de uso e publicação possam servir para que eles se expressem com confiança e das maneiras que julgarem adequadas.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Williams comemorou a decisão na mesma conta que foi alvo da remoção, afirmando que este é um passo importante contra a censura e o silenciamento de mulheres negras e pertencentes às minorias. Ela também agradeceu às modelo que incluíram seus nomes em uma carta aberta que deu início à campanha por mudanças e apontou que a luta continua, com a alteração nas normas e no algoritmo do Instagram sendo apenas o começo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos