Mercado fechará em 1 h 29 min
  • BOVESPA

    107.080,66
    +833,51 (+0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.306,29
    +912,26 (+1,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,06
    +2,47 (+2,25%)
     
  • OURO

    1.839,30
    +23,40 (+1,29%)
     
  • BTC-USD

    30.180,85
    +1.055,73 (+3,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    671,43
    +19,19 (+2,94%)
     
  • S&P500

    3.916,27
    -7,41 (-0,19%)
     
  • DOW JONES

    31.340,64
    -149,43 (-0,47%)
     
  • FTSE

    7.302,74
    -135,35 (-1,82%)
     
  • HANG SENG

    20.120,68
    -523,62 (-2,54%)
     
  • NIKKEI

    26.402,84
    -508,36 (-1,89%)
     
  • NASDAQ

    11.946,50
    +11,00 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1837
    -0,0346 (-0,66%)
     

INSS muda regras para quem recebe auxílio-doença; confira

·1 min de leitura
Regras da perícia médica são alterada para quem recebe auxílio-doença
Regras da perícia médica são alterada para quem recebe auxílio-doença
  • INSS: objetivo da iniciativa é aumentar a agilidade dos processos;

  • atualmente existem 762 mil agendamentos pendentes na fila da perícia;

  • Um ato, a ser editado do Trabalho e Previdência, vai detalhar os novos procedimentos.

Em Medida Provisória editada no último dia 20, o presidente Jair Bolsonaro abriu a possibilidade para que o auxílio-doença seja concedido sem perícia médica do INSS. O objetivo da iniciativa é aumentar a agilidade dos processos, já que atualmente existem 762 mil agendamentos pendentes na fila da perícia, com tempo de espera de 66 dias. Um ato, a ser editado do Trabalho e Previdência, vai detalhar os novos procedimentos.

De acordo com as novas regras, a concessão poderá ser simplificada, incluindo a análise documental, feita através de atestados e laudos. A MP também institui a dispensa da emissão do parecer feito pela Perícia Médica Federal para requerimentos de auxílio por incapacidade temporária, que antes era conhecido como "auxílio-doença".

A determinação prevê que o auxílio-acidente passa a receber o mesmo tratamento já dado ao auxílio por incapacidade temporária e à aposentadoria por incapacidade permanente. Em casos como esse, os beneficiários deverão passar por revisão periódica através de exame médico pericial.

Outra medida adotada é a instituição do Programa de Revisão de Benefícios por Incapacidade (PRBI) com pagamento de tarefas extraordinárias aos médicos peritos. O intuito é é reduzir a retenção de processos que antes dependiam do exame médico pericial.

Com as novas regras, quando a avaliação médica é alvo do recurso, ele será analisado diretamente pela Subsecretaria da Perícia Médica Federal.

Os peritos que realizarem tarefas extraordinárias receberão o pagamento de tarefas. Receberão também por tarefas extraordinárias todos servidores que fizerem análise de requerimento inicial e de revisão de benefícios com prazo já expirado.

A Subsecretaria da Perícia Médica Federal afirma que mais de 800 mil agendamentos poderão ser incluídos na modalidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos