Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.943,90
    -2,80 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    23.209,14
    +224,05 (+0,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

INSS: Governo irá antecipar o 13º dos aposentados

Facade of the headquarters building of the National Social Security Institute ( Instituto Nacional do Seguro Social ) - INSS, in the city of Brasilia, Brazilian capital.
Facade of the headquarters building of the National Social Security Institute ( Instituto Nacional do Seguro Social ) - INSS, in the city of Brasilia, Brazilian capital.
  • Medida irá injetar R$ 56 bilhões na economia brasileira, avalia o governo;

  • Governo também quer voltar com o limite de 40% para empréstimos consignados;

  • Outra medida que deve ser anunciada é a liberação de valores do FGTS.

O governo federal irá antecipar, para os meses de abril e maio, o pagamento do 13º dos aposentados pelo INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). A decisão faz parte de um conjunto de medidas que serão tomadas em conjunto com o Ministério do Trabalho. O objetivo é injetar R$ 150 bilhões na economia, segundo cálculos internos do governo.

Só nas duas parcelas do 13º, estima-se que sejam injetados quase um terço disso, R$ 56 bilhões, que serão divididos em R$ 28 bilhões em abril e R$ 28 bilhões em maio. Os detalhes do pagamento ainda estão sendo acertados entre todas as pastas ministeriais, visto que é o Ministério da Economia que cuida do fluxo de caixa da União.

Dentre as outras medidas propostas também está a ampliação da margem de contratação para empréstimos consignados por aposentados e pensionistas do INSS. Durante a pandemia a margem foi expandida da usual 30% para empréstimos para 35%, com os 5% do cartão não se alterando, entretanto, a medida perdeu a validade na virada do ano.

Segundo fontes do governo, a ideia é voltar para essa taxa, garantindo uma entrada potencial de R$ 27 bilhões na economia.

Governo estuda liberação do FGTS

Outra medida que deve ser anunciada pelo governo é a liberação de uma parcela de até R$ 1 mil do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) pelos trabalhadores. A iniciativa poderá beneficiar até 40 milhões de trabalhadores brasileiros, de acordo com a Folha de São Paulo. O cálculo foi realizado considerando o número de trabalhadores que têm contas com saldo no fundo de garantia.

A média dos saques, no entanto, deverá ficar abaixo dos R$ 1 mil, visto que há muitos trabalhadores que têm quantias inferiores a isso em suas contas.