Mercado abrirá em 6 h 48 min
  • BOVESPA

    109.951,49
    +2.121,77 (+1,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,44
    -0,03 (-0,04%)
     
  • OURO

    1.891,60
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    22.578,54
    -672,58 (-2,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    520,06
    -16,83 (-3,13%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.356,79
    +73,27 (+0,34%)
     
  • NIKKEI

    27.549,30
    -57,16 (-0,21%)
     
  • NASDAQ

    12.576,75
    +31,50 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5769
    +0,0095 (+0,17%)
     

INSS começa a pagar aposentadorias com o novo salário mínimo de R$ 1.302

Brasília, DF - 04/01/2022 - Fachada do Prédio da Previdência Social INSS em Brasília DF. (Foto: Antonio Molina/Folhapress)
Brasília, DF - 04/01/2022 - Fachada do Prédio da Previdência Social INSS em Brasília DF. (Foto: Antonio Molina/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) começa a pagar aposentadorias, pensões e auxílios no valor do novo salário mínimo, de R$ 1.302, a partir desta quarta-feira (25). Os pagamentos dos benefícios pelo piso seguem até o dia 7 de fevereiro.

Segurados da cidade de São Paulo começam a receber a nova aposentadoria apenas na quinta-feira (26), por causa do feriado municipal de aniversário da cidade. As agências bancárias não abrem ao público nesta quarta, em razão do feriado municipal, informou a Febraban (Federação Brasileira de Bancos).

O valor de R$ 1.302 é o mínimo que o INSS paga em aposentadorias, pensões por morte, auxílios-doença e BPC (Benefício de Prestação Continuada).

Já os benefícios acima do piso salarial serão depositados entre os dias 1º e 7 de fevereiro, com o reajuste de 5,93%, equivalente ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado em 2022. Beneficiários que começaram a receber a renda do INSS a partir de fevereiro de 2022 têm o primeiro reajuste proporcional.

No total, há cerca de 37 milhões de beneficiários no país.