Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,82 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,44 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,40
    +0,64 (+0,76%)
     
  • OURO

    1.794,70
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    61.879,36
    +797,32 (+1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,70 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,92 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.628,58
    -176,27 (-0,61%)
     
  • NASDAQ

    15.327,25
    -13,75 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5763
    -0,0045 (-0,07%)
     

Inspiration 4: missão civil da SpaceX chega à órbita da Terra

·6 minuto de leitura
Inspiration 4: missão civil da SpaceX chega à órbita da Terra
Inspiration 4: missão civil da SpaceX chega à órbita da Terra

Depois de meses de preparação, a missão Inspiration4, organizada pela SpaceX, partiu do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, rumo a uma histórica viagem de três dias. Pela primeira vez desde o início da exploração tripulada do espaço, em 1961, humanos chegam à órbita terrestre em uma missão realizada sem o uso de recursos públicos ou o envolvimento de agências governamentais.

A espaçonave Crew Dragon Resilience decolou do Complexo de Lançamento 39A, o mesmo usado na missão Apollo 11 que levou o homem à Lua, a bordo do foguete Falcon 9 BL1062 às 21h02, horário de Brasília. Nove minutos após o lançamento, o primeiro estágio do foguete retornou à Terra e pousou a bordo da balsa autônoma Just Read the Instructions na costa da Flórida.

Enquanto o primeiro estágio do foguete retornava, a espaçonave e seus tripulantes continuavam sua jornada. Doze minutos após o lançamento a Resilience se separou do segundo estágio, e logo em seguida a “Cupola”, janela com uma visão privilegiada do espaço, foi aberta. Reveja como foi o lançamento em nossa transmissão do Olhar Espacial:

Tanto o foguete quanto a espaçonave são reutilizados. O BL1062 já foi usado duas outras vezes, em novembro de 2020 e junho de 2021, ambas para o lançamento de satélites GPS. Já a Resilience foi a espaçonave usada na primeira missão comercial tripulada da SpaceX, a Crew-1, que decolou em 16 de novembro de 2020 com quatro astronautas a bordo (Shannon Walker, Soichi Noguchi, Victor Glover e Mike Hopkins) e retornou à Terra em 2 de maio deste ano.

Preparativos antes do lançamento

Os tripulantes vestiram seus trajes especiais, verdadeiras “espaçonaves em miniatura” projetadas para protegê-los em caso de despressurização da aeronave, em uma nova sala da SpaceX próxima ao Complexo de Lançamento 39A. Logo em seguida embarcaram em veículos Tesla Model X com a placa “4STJUDE” (“Para St. Jude”), e chegaram à base da plataforma de lançamento cerca de três horas antes do horário previsto para a decolagem.

O uso de veículos da Tesla para o transporte é uma tradição em todas as missões da SpaceX, bem como as mensagens nas placas. Durante a missão Demo-2, quando a empresa demonstrou a capacidade de executar uma missão tripulada à Estação Espacial Internacional (ISS), as placas diziam “ISSBOUND” (“Rumo à ISS”).

Após uma pausa para observar a real dimensão do foguete Falcon 9, os quatro viajantes subiram até a “sala branca”, onde assinaram seus nomes na parede (uma tradição em todas as missões da SpaceX) antes de embarcar na Crew Dragon, duas horas e quarenta minutos antes da partida.

A Dra. Sian Proctor, à esquerda, e Hayley Arceneaux, à direita, assinam a parede da “sala branca” da SpaceX antes de embarcar na Crew Dragon. Imagem: SpaceX.
A Dra. Sian Proctor, à esquerda, e Hayley Arceneaux, à direita, assinam a parede da “sala branca” da SpaceX antes de embarcar na Crew Dragon. Imagem: SpaceX.

Conheça a tripulação da Inspiration4

A bordo estão o bilionário norte-americano Jared Isaacman, que financiou a viagem, a enfermeira Hayley Arceneaux, o engenheiro aeroespacial Chris Sembroski e a geóloga Dra. Sian Proctor. Todos os tripulantes escolheram souvenirs com significado pessoal para acompanhá-los, como um autógrafo de Neil Armstrong dado ao pai de Proctor, Ed, que trabalhou na missão Apollo 11 rastreando a espaçonave a partir de uma antena de radar em Guam.

O objetivo da missão é arrecadar US$ 200 milhões para o St. Jude Children’s Research Hospital, em Memphis, no Tennessee, EUA. Isaacman iniciou a campanha com uma doação pessoal de US$ 100 milhões, e os outros tripulantes foram escolhidos para representar os pilares da campanha. Arceneaux representa a esperança, já que foi paciente do St. Jude quando criança. Ela recebeu tratamento para um osteosarcoma, câncer que destruiu parte de seu joelho e fêmur na perna esquerda. O osso foi substituído por uma prótese de titânio.

Os tripulantes da Inspiration4: Jared Isaacman, Dr. Sian Proctor, Hayley Arceneaux e Chris Sembroski. Imagem: John Kraus/Netflix
Os tripulantes da Inspiration4: Jared Isaacman, Dr. Sian Proctor, Hayley Arceneaux e Chris Sembroski. Imagem: John Kraus/Netflix

Os outros dois integrantes foram selecionados em concursos. Sembroski representa a generosidade, e foi um dos milhares de internautas que concorreram fazendo uma doação para a campanha, não importava o valor. Curiosamente, não foi ele o selecionado, mas sim um amigo que preferiu não se identificar e abriu mão de seu assento na missão.

Já a Dra. Sian Proctor, que já foi candidata a astronauta na Nasa, representa a prosperidade e foi selecionada em uma competição para escolher a melhor ideia de negócios envolvendo as soluções de e-commerce da Shift4, uma das empresas de Isaacman.

Durante o treinamento, os tripulantes receberam codinomes que serão usados na comunicação com a Terra. Sembrowski é Hanks, Arceneaux é Nova, Isaacman é Rook e Proctor é Leo.

Leia mais:

Pioneirismo

A Inspiration4 é a primeira missão totalmente privada a alcançar a órbita da Terra. Outros civis a realizar este feito, como os bilionários Richard Gariott, Dennis Tito e Mark Shuttleworth, entre outros, fizeram isso como parte de missões de agências espaciais governamentais como a russa Roscosmos.

Outras missões espaciais recentes, como as dos bilionários Richard Branson e Jeff Bezos, foram suborbitais: sem velocidade suficiente para entrar em órbita, as espaçonaves adotaram uma trajetória balística, subindo até uma altitude máxima entre 82 km (Branson) e 107 km (Bezos), retornando à Terra logo em seguida. Por isso ambos os voos tiveram curta duração, cerca de 10 minutos.

Jeff Bezos
Jeff Bezos: bilionário fez voo suborbital a bordo do foguete New Shepard, de sua empresa Blue Origin. Créditos: Divulgação/Blue Origin

Já a Inspiration4 irá muito mais longe: 575 km, além da altitude da Estação Espacial Internacional (420 km) e do Telescópio Espacial Hubble (540 km). Também terá duração muito maior, três dias, embora a espaçonave seja capaz de operar por até cinco dias. Durante este tempo, os tripulantes irão circular o planeta a mais de 28 mil quilômetros por hora, e verão o Sol nascer e se pôr 15 vezes ao longo de cada dia.

A Dra. Sian Proctor será a primeiro piloto negra em uma missão espacial, e a quarta mulher negra no espaço. Outros três recordes serão estabelecidos, por Arceneaux. Ela será a norte-americana mais jovem a ir ao espaço, aos 29 anos, a primeira sobrevivente de um câncer e também a primeira pessoa com uma prótese no corpo, se antecipando à Agência Espacial Europeia (ESA), que ainda busca seus primeiros “parastronautas”.

Hayley Arceneaux, tripulante da Inspiration 4
Hayley Arceneaux, segurando um retrato seu feito enquanto tratava um câncer ósseo no hospital St. Jude, que será beneficiado pela missão Inspiration 4. Imagem: SpaceX

Durante a missão a SpaceX terá três espaçonaves Dragon em órbita da Terra, duas delas capazes de missões tripuladas. Além da Resilience há a Endeavour, que transportou a missão Crew-2 para a ISS em 23 de abril deste ano e retornará em novembro, e a Cargo Dragon C208, que decolou em 29 de agosto levando suprimentos (e sorvete!) para a ISS na missão CRS-23.

Quando será o retorno da Inspiration4

Se tudo correr como programado, a Inspiration4 terminará com o pouso da espaçonave Resilience no Oceano Atlântico no próximo domingo (19), onde será recolhida pelo navio GO Navigator.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos