Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    36.053,09
    -384,82 (-1,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Inscrição no programa Para Mulheres na Ciência da Unesco termina hoje

·2 minuto de leitura

As inscrições no programa Para Mulheres na Ciência, uma parceria da Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura das Nações Unidas (Unesco) no Brasil, da Academia Brasileira de Ciências e da empresa L’Oréal terminam hoje (10). A iniciativa oferece uma bolsa-auxílio no valor de R$ 50 mil para mulheres cientistas.

O programa foi criado há 16 anos para promover e reconhecer a participação da mulher na ciência e intensificar a igualdade de gênero. A edição de 2021 tem como novidade um ajuste no regulamento que permitiu maior prazo de conclusão do doutorado para cientistas que são mães, ampliando a oportunidade de inclusão.

Para o coordenador de Ciências Humanas e Sociais e Ciências Naturais da Unesco no Brasil, Fábio Eon, o Para Mulheres na Ciência contribui com a redução das diferenças de gênero na ciência brasileira. “É um importante marco para reconhecer pesquisadoras brasileiras que, com seus trabalhos, têm contribuído para a redução dos hiatos e assimetrias de gênero na ciência brasileira. É preciso dar visibilidade aos estudos conduzidos por mulheres, que representam ainda apenas 30% da pesquisa mundial”, apontou.

De acordo com a Unesco Brasil, o programa contempla, todo ano, sete jovens pesquisadoras das áreas de ciências da vida, ciências físicas, ciências químicas e matemática com a bolsa-auxílio para darem prosseguimento aos estudos. Para participar, a interessada precisa ter concluído o doutorado a partir do dia 1º de janeiro de 2014. No caso das mulheres com um filho, o prazo se estende por mais um ano e, para quem tem dois ou mais filhos, o prazo adicional será de dois anos.

Os requisitos incluem ainda que a cientista tenha residência estável no Brasil e desenvolva projetos de pesquisa em instituições nacionais. Quem precisar de mais informações sobre o regulamento completo e o programa pode acessar o site For Women in Science.

Segundo a Unesco Brasil, ao longo dos 16 anos, “o programa Para Mulheres na Ciência já reconheceu e incentivou 103 cientistas brasileiras, premiando a relevância dos seus trabalhos, com a distribuição de mais de R$ 4,3 milhões em bolsas-auxílio”.

Ouça na Radioagência Nacional

Confira outras notícias da Radioagência Nacional.


Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos