Mercado fechado

Informação e comunicação lideram alta no PIB em 2019, mostra IBGE

Alessandra Saraiva e Bruno Villas Bôas

Puxado por internet, TI e desenvolvimento de softwares, segmento cresceu 4,1%, maior alta entre as principais atividades econômicas; PIB de serviços avançou 1,3% no ano As atividades de informação e de comunicação foram o grande destaque positivo do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro em 2019, segundo informou a chefe do departamento de Contas Nacionais de Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Rebeca Palis.

O PIB do setor cresceu 4,1% no ano passado contra o ano anterior, mais intensa elevação entre as principais atividades econômicas pesquisadas pelo instituto.

“Isso foi causado principalmente por causa de internet, e todos os serviços de tecnologia de informação, desenvolvimento de software. É uma área da economia muito aquecida”, afirmou ela. No entanto, ela reconheceu que o peso do segmento é pequeno no PIB, de 3,5%.

Economia brasileira cresce 1,1% em 2019, aponta IBGE

Agropecuária tem pior desempenho no PIB desde 2016, aponta IBGE

Indústria cresce 0,2% no 4º tri e 0,5% no ano, mas extrativa tem pior resultado desde 2016

Construção tem 1ª alta desde 2013 e cresce 1,6% em 2019, mostra IBGE

Entre os destaques positivos, a técnica citou ainda atividades imobiliárias, com alta de 2,3% ante 2018, como compras e vendas de imóveis, seguida de atividades de eletricidade e gás, água, esgoto e atividades de gestão de resíduos (1,9% ante 2018).

Outras atividades de maior peso na economia também encerraram o ano com saldo positivo, embora com menos intensidade de alta. É o caso de comércio (1,8%), e “outras atividades de serviço” (1,3%). Rebeca chamou atenção para o fato de que essas duas atividades tiveram aumentos fortemente alinhados ao comportamento de consumo das famílias — que, no PIB, mostrou alta de 1,8% em 2019 frente a 2018.

Serviços

O setor de serviços, que engloba comércio, intermediação financeira e serviços públicos, entre outros, cresceu 0,6% no quarto trimestre, frente ao terceiro, feitos os ajustes sazonais.

O resultado veio em linha com a mediana das estimativas apurada pelo Valor Data.

Em comparação ao quarto trimestre de 2018, o PIB do setor de serviços cresceu 1,6%. Desta forma, o PIB de serviços encerrou 2019 com crescimento de 1,3%.