Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.477,05
    +49,14 (+0,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Influenciadores do TikTok são proibidos de promover criptomoedas e dar dicas de investimento

·2 minuto de leitura
Bitcoin escrito com modelo do TikTok
Bitcoin escrito com modelo do TikTok

A popular plataforma de vídeos TikTok baniu anúncios relacionados com criptomoedas. A medida foi anunciada para ajudar na prevenção a golpes financeiros e não se restringe ao mercado das moedas digitais.

De acordo com um tabloide inglês, a nova política é apagar o conteúdo de influenciadores digitais que utilizam o TikTok para promover operações financeiras. Como os conteúdos são perigosos, quando mal utilizados, a plataforma de vídeos espera coibir fraudes com uso de sua estrutura.

No final de 2020, o TikTok já havia proibido os conteúdos de marketing multinível, na ocasião, a empresa deixou claro que promessas de lucros são irreais e não poderiam mais ser divulgadas por influencers.

Vale notar que a nova política do TikTok acontece em meio a uma pressão da China, país onde é a sede da empresa.

TikTok bane anúncios de criptomoedas e ações

Segundo o Daily Mail, o TikTok endureceu o tom contra seus usuários que divulgam serviços financeiros, como criptomoedas e ações. Com medo de ter sua plataforma vinculada a golpes, a empresa com sede na China não permitirá mais a veiculação de conteúdos agora considerados sensíveis.

Ao ver uma onda de fraudes sendo divulgadas em sua plataforma, a empresa se preocupou. No final de 2020, algumas medidas já haviam sido implementadas, mas agora a lista aumentou mais.

Segundo o Daily Mail, bancos e fintechs haviam feito parcerias com muitos influenciadores do TikTok, que compartilham reviews e comentam bem sobre os serviços. Os seguidores desses influencers acabam seguindo as recomendações, mas algumas não têm sido boas assim.

A medida nova do TikTok é global, ou seja, caso alguém no Brasil também publique algum endosso a instituições financeiras ou de criptomoedas, poderá sofrer retaliações pela empresa, principalmente se o conteúdo for considerado tóxico pelas novas regras.

No último mês de junho, por exemplo, o Brasil viu mais grupos surgirem no WhatsApp e TikTok, divulgando pirâmides do sistema PIX. Esses casos poderão diminuir com a plataforma de olho nos investidores.

Vale o destaque que, com sede na China, a repressão do TikTok poderia até ter relação com as novas regras chinesas contra as criptomoedas.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos