Mercado fechado

Influenciadores são processados por promover criptomoeda suspeita

·2 min de leitura

A socialite Kim Kardhashian, o boxeador Floyd Mayweather e o jogador de basquete Paul Pierce estão sendo processados por promover uma criptomoeda suspeita chamada de Ethereum Max (EMAX).

Como prova de que estas pessoas tem forte influência no mercado, o token EMAX valorizou 25.000% em apenas um dia após promoções em redes sociais de famosos como os citados acima. Apesar da alta repentina, o EMAX rapidamente voltou a suas mínimas, deixando vários no prejuízo.

Queda do Ethereum Max (EMAX). Fonte: CMC
Queda do Ethereum Max (EMAX). Fonte: CMC

Já os influenciadores, que provavelmente não realizam investimentos nas moedas que promovem, recebem um belo cache garantido. Ou seja, nunca saem perdendo, porém isso pode mudar com este processo e outras ações.

Influenciadores promovendo shitcoins

Em setembro do ano passado, Kim Kardashian já havia sido posta na mira das autoridades do Reino Unido por promover o Ethereum Max (EMAX), um token na rede Ethereum com uma oferta de 2 quatrilhões de unidades e sem propósito nenhum.

Junto a ela, o famoso jogador de basquete Paul Pierce dos Celtics também compõe o time que promovia essa criptomoeda, que provavelmente é um golpe, como pode ser visto no tweet abaixo.

“ESPN, eu não preciso de você. Eu tenho o Ethereum Max, eu fiz mais dinheiro com essa criptomoeda no mês passado do que eu fiz com vocês em um ano. A verdade nos liberta, sou meu próprio patrão. Confira você mesmo o site do EMAX.”

Paul Pierce promovendo Ethereum Max. Fonte: Twitter
Paul Pierce promovendo Ethereum Max. Fonte: Twitter

Já Floyd Mayweather parece ter uma carreira mais ampla em promover shitcoins, além da Ethereum Max, Mayweather já promoveu a Centra (CTR) em 2017, cujos desenvolvedores foram indiciados em 2018 por orquestrarem uma ICO fraudulenta que lesou uma miríade de investidores.

Reguladores estão de olho

Apesar disso, o cenário parece estar mudando. Além de um atual processo instituído nos EUA, alguns países já estão criando forças-tarefa para combater tais atividades, como é o caso da França.

Devido a falta de conhecimento no mercado e uma ideia de que ele está repleto de dinheiro fácil, muitas pessoas acabam arriscando seu dinheiro baseado em falas de famosos, sem realizar uma pesquisa por conta própria. Com isso, o resultado não pode ser outro a não ser perdas financeiras.

Por conta disso, mais importante do que leis que punam tais pessoas, é preciso educar os investidores. Caso contrário eles seguirão cometendo erros, influenciados por pessoas mais próximas, por exemplo.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos