Mercado abrirá em 8 h 36 min

Inflação: veja os alimentos que mais encareceram em outubro

Alimentos e bebidas recuem menos do que a inflação geral; alta é sentida pelas famílias
Alimentos e bebidas recuem menos do que a inflação geral; alta é sentida pelas famílias
  • Limão foi o item que mais cresceu de preço, com uma alta de 40,20%;

  • Inflação tem apresentado um recuo nos dois últimos meses;

  • Alimentos, no entanto, seguem com uma taxa de aumento maior do que o resto dos produtos da economia.

Embora a inflação esteja em uma tendência de queda no geral, esse recuo tem sido menor para a inflação dos alimentos, cuja taxa ainda supera a inflação geral na economia.

Há sete meses a inflação de alimentos e bebidas está acima da taxa do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) acumulado de 12 meses. Em setembro, a taxa atual registrou 11,71%, enquanto a inflação geral, onde entram produtos de vestuário e combustíveis, por exemplo, está em 7,17%.

A inflação na comida e nas bebidas impacta muito mais os pobres, uma vez que se trata de produtos necessários para a sobrevivência das famílias, que devem alocar uma parte muito maior do salário para comprar o mesmo que compravam no ano passado. A maior taxa registrada para esse setor de produtos neste foi em julho, quando chegou a 14,72%.

Com a divulgação do IPCA-15, a prévia da inflação, nesta terça-feira 25, foi possível notar que os alimentos foram os principais itens que apresentaram aumento no último mês. As listas abaixo levam em consideração todos os produtos verificados pelo IBGE, sendo um alimento ou não.

Os 10 produtos que mais aumentaram de preço em outubro

  1. Limão - 40,20%

  2. Banana-maçã - 32,33%

  3. Passagem aérea - 28,17%

  4. Batata-inglesa - 20,11%

  5. Laranja-lima - 16,18%

  6. Banana-d'água - 15,51%

  7. Tangerina - 10, 01%

  8. Abobrinha - 7,05%

  9. Laranja-baía - 6,54%

  10. Tomate - 6,25%

Ainda assim, alguns alimentos apresentaram queda no preço, em especial o leite longa vida, cuja queda (-9,91%) conseguiu dar um alívio para as famílias que consomem deste item que não está na cesta básica.

Os 10 produtos que mais caíram de preço em outubro.

  1. Melancia: -10,03%

  2. Leite longa vida: -9,91%

  3. Etanol: -9,47%

  4. Melão -7,58%

  5. Morango: -7,22%

  6. Aluguel de veículo: -6,37%

  7. Gasolina: -5,92%

  8. Açaí (emulsão): -5,17%

  9. Manga: -5,15%

  10. Produto para pele: -4,92%