Mercado abrirá em 2 h 4 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,73
    +0,46 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.868,30
    +0,70 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    45.306,12
    +727,54 (+1,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.260,33
    +62,41 (+5,21%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.065,14
    +32,29 (+0,46%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.396,25
    +92,75 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4426
    +0,0327 (+0,51%)
     

Inflação dos últimos 12 meses tem alta de 6,1% e fura meta pela primeira vez

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Notas e moedas de real. (Foto: Getty Images)
Notas e moedas de real. (Foto: Getty Images)
  • Dados do IPCA mostram que a inflação acelerou em março.

  • Aumento para o mês foi maior desde 2015.

  • Pela primeira vez, alta dos últimos 12 meses furou meta estabelecida para 2021.

Dados do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) divulgados nesta sexta-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que a inflação dos últimos 12 meses ultrapassou pela primeira vez a meta estabelecida pelo governo para o ano.

Leia também:

A meta da inflação para 2021 é de 3,75%, podendo variar 1,5 ponto para mais ou para menos, o que representa variação entre 2,25% e 5,25%.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Maior alta para o mês desde 2015

Nos últimos 12 meses, esse valor foi de 6,1%, o que representa alta em relação aos 5,2% do período anterior de 12 meses.

As informações são de reportagem do portal UOL.

No ano, o indicador aponta alta de 2,05%. A alta de 0,93% de março é a maior para um mês de março desde 2015. Em fevereiro, a alta havia sido de 0,86%.

Ainda de acordo com a reportagem do UOL, a alta foi puxada pelos combustíveis, que tiveram um aumento de 11,23%.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube