Mercado abrirá em 1 h 7 min
  • BOVESPA

    117.560,83
    +363,01 (+0,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.326,68
    +480,85 (+1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,45
    +1,00 (+1,13%)
     
  • OURO

    1.715,50
    -5,30 (-0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.991,19
    -211,25 (-1,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    454,69
    -8,44 (-1,82%)
     
  • S&P500

    3.744,52
    -38,76 (-1,02%)
     
  • DOW JONES

    29.926,94
    -346,93 (-1,15%)
     
  • FTSE

    7.005,35
    +8,08 (+0,12%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.498,50
    -43,25 (-0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0973
    -0,0162 (-0,32%)
     

Inflação no Reino Unido cai pela primeira vez em quase um ano

Supermercado em Londres

Por David Milliken e Andy Bruce

LONDRES(Reuters) - Os preços mais baixos dos combustíveis causaram uma queda inesperada na inflação britânica em agosto, mostraram números oficiais nesta quarta-feira, oferecendo algum alívio às famílias e ao Banco da Inglaterra depois que a inflação atingiu o maior patamar em 40 anos no mês anterior.

A taxa anual de crescimento dos preços ao consumidor caiu para 9,9% em agosto, ante 10,1% em julho, sua primeira queda desde setembro de 2021 e abaixo das expectativas dos economistas em uma pesquisa da Reuters de uma nova alta para 10,2%.

A libra esterlina enfraqueceu com a notícia, mas economistas disseram esperar que a inflação ainda suba mais este ano e que o Banco da Inglaterra ainda terá que aumentar os juros na próxima semana depois de adiar a decisão desta semana após a morte da rainha Elizabeth.

"A inflação geral e o núcleo do CPI (índice de inflação ao consumidor) do Reino Unido ainda não atingiu o pico. Com isso, o Banco da Inglaterra terá que continuar apertando os parafusos", disse Paul Dales, economista-chefe do Reino Unido da consultoria Capital Economics.

O CPI subiu 0,5% em agosto sobre julho em dado sem ajuste sazonal --abaixo das previsões dos economistas de alta de 0,6%, mesmo ritmo do mês anterior.

Os preços dos combustíveis e lubrificantes para veículos caíram 6,8% em agosto, maior recuo mensal desde abril de 2020.

Mas o Reino Unido ainda está lutando contra a inflação mais alta entre as sete maiores economias avançadas do mundo, embora alguns países da UE --incluindo Holanda e Espanha-- tenham taxas mais altas.