Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.647,90
    +662,96 (+2,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Inflação na zona do euro pode ser maior que o esperado pelo BCE, diz novo chefe do BC alemão

·1 min de leitura
Novo presidente do banco central da Alemanha, Joachim Nagel

FRANKFURT (Reuters) - A alta da inflação na zona do euro não é inteiramente temporária e há riscos de leituras acima do projetado, disse o novo presidente do banco central da Alemanha, Joachim Nagel, nesta terça-feira, desafiando a narrativa do Banco Central Europeu sobre as pressões inflacionárias.

As declarações, feitas em sua cerimônia de posse, são as primeiras de Nagel como chefe do Bundesbank, que tradicionalmente tem adotado uma postura "hawkish" (dura com a inflação) em relação aos riscos de inflação.

"É verdade que altas taxas de inflação podem ser atribuídas a efeitos especiais que expiram automaticamente. Mas não inteiramente", disse Nagel. "Vejo o perigo de que a inflação possa permanecer alta por mais tempo do que o esperado."

A inflação no bloco monetário de 19 países atingiu um recorde de 5% no mês passado, mas o BCE minimizou o número, argumentando que a alta nos custos de energia é a principal responsável e que o aumento de preços ficará abaixo de sua meta de 2% até o final do ano, mesmo sem aperto de política monetária.

Nagel, de 55 anos, que chefiará o Bundesbank por oito anos, disse que as perspectivas para inflação permanecem extraordinariamente incertas e que uma resposta de política monetária pode ser necessária caso os resultados reais superem as expectativas.

(Reportagem de Balazs Koranyi)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos