Mercado abrirá em 6 h 16 min

Inflação na zona do euro fica abaixo do esperado em outubro, a 0,1%

Roberta Costa

Menores taxas foram registradas no Chipre (-0,5%), Grécia (-0,3%) e Portugal (-0,1%) O índice de preços ao consumidor (CPI) da zona do euro recuou de 0,2% em setembro para 0,1% em outubro na margem, ficando abaixo do consenso do mercado, de +0,2%.

Ante outubro de 2018, o CPI teve alta de 0,7%, de acordo com a Eurostat. Em setembro, o CPI também subido 0,8%. Na medida harmonizada na União Europeia, o índice subiu 1,1%, de 1,2% no mês anterior.

As menores taxas de inflação foram observadas no Chipre (-0,5%). Grécia (-0,3%) e Portugal (-0,1%). As maiores foram as da Romênia (+3,2%, Hungria (3,0%) e Slovaquia (2,9%).

Por setores, as maiores contribuições vieram do segmentos de serviços (0,69 ponto percentual), alimentos, bebidas e tabaco ( 0,29 p,p.) e bens não industriais (+0,07 p.p.). O setor de energia contribuiu negativamente em 0,32 ponto percentual.

O núcleo do CPI, que exclui alimentos e energia, teve variação de +0,1% ante setembro e +1,2% na comparação anual, de 0,3% e 1,2% em setembro.

O baixo nível da inflação na zona do euro permanece sendo o maior dos problemas para o Banco Central Europeu (BCE), que administra a política monetária tendo em vista uma maeta de pouco abaixo de 2,0%, e não conseguiu elevar os preços apesar dos juros negativos e de anos de estímulos não convencionais, como a compra de ativos.