Inflação fica situada em 0,6% no mês de novembro

São Paulo, 7 dez (EFE).- A taxa de inflação no Brasil ficou situada em 0,6% em novembro, resultado ligeiramente superior ao de 0,59 % de outubro, informou o governo nesta sexta-feira.

A alta dos preços em novembro situou a inflação nos primeiros 11 meses do ano em 5,01%, acima da meta de 4,5% estabelecida pelo governo, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE).

No cálculo anualizado, o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA), referência da inflação, ficou situado em 5,53%, taxa superior aos 12 meses precedentes que foi de 5,45%.

Em novembro, a alta dos preços dos alimentos desacelerou em relação a outubro, mas mesmo assim foi de 0,79% , enquanto a inflação do grupo de produtos não alimentícios subiu 0,54%, com pouca diferença relação ao mês anterior.

A alta dos preços do transporte ficou situado em 0,68%, superior à alta de 0,24% de outubro.

Segundo o IBGE, a alta do transporte corresponde ao elevado custo das passagens de avião, cujos preços sofreram alta de 11,8% no mês de referência.

O aumento da galosina também teve impacto na alta dos preços, cuja inflação chegou a 1,18%.

A aceleração dos preços é uma preocupação constante para as autoridades econômicas brasileiras e está por trás da decisão do Banco Central de deter a política de redução das taxas de juros, que atualmente estão situadas em 7,25% anuais, apesar dos magros resultados do Produto Interno Bruto (PIB). EFE

Carregando...