Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,70 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,74 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,53
    -0,01 (-0,01%)
     
  • OURO

    1.772,60
    -15,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    23.121,63
    -94,01 (-0,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,20
    -2,02 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,65 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.439,74
    -8,32 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.201,94
    +27,90 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.175,87
    +243,67 (+0,87%)
     
  • NASDAQ

    13.216,50
    -110,50 (-0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2666
    -0,0739 (-1,38%)
     

“Inflação durará anos e o Bitcoin será inútil ou banido”, diz bilionário

Inflação e Bitcoin são dois assuntos que sempre andam juntos, com muitos associando o medo da inflação com uma possível adoção geral da criptomoeda. No entanto, para alguns essa relação não é tão positiva quanto muitos acreditam, como é o caso de Thomas Peterffy, famoso bilionário e pioneiro de corretagem, que acredita que o Bitcoin deixará de ter valor no futuro.

Peterffy falou sobre o futuro do mercado financeiro e em como a inflação continuará por um bom tempo e será necessário “acostumarmos” com essa ideia que vai além do que muitos estão prevendo.

“Eu acredito que a pressão inflacionária vai continuar por anos, não por meses. Esse não é um problema de curto prazo”, disse Peterffy em entrevista à Forbes.

De acordo com Peterffy há várias razões pelas quais a inflação é um problema mais duradouro do que muitos estão imaginando, principalmente nos EUA.

Segundo ele, décadas de déficit crônico nos EUA, interrupção contínua nas cadeias de suprimentos à medida que a globalização “é revertida”, escassez de trabalhadores qualificados, automação crescente e requisitos ESG (ambientais, sociais e de governança) autoimpostos pelas empresas que aumentam os custos de produção são motivos para gerar essa pressão inflacionária.

Além disso, ele também argumenta que os próprios mecanismos de luta contra a inflação, o aumento de juros do Fed, terão um efeito negativo no médio a longo prazo.

“À medida que o Fed aumenta as taxas de juros, está aumentando o valor que o país deve pagar para quitar sua dívida. Este é um ciclo vicioso que acabará por resultar em dívidas explosivas.” disse o bilionário.

Ele acredita que o Fed não manterá a sua promessa de “fazer tudo o que for possível para acabar com a inflação” devido ao medo de destruir a economia e tornar o débito nacional um problema ainda maior.

Com isso, para Peterffy, o Fed colocará o teto de juros em 4%, fazendo com que a inflação fique na casa dos 6% pelos próximos muitos anos.

Bitcoin é a solução?

No passado Peterffy chegou a recomendar que investidores tivessem de 2% a 3% de seus portfólios em criptomoedas caso o dinheiro fiduciário falhe, no entanto, ele parece ter mudado de opinião com a recente queda do bitcoin, falando até mesmo na possibilidade do Bitcoin perder todo o seu valor.

“Acho que as chances são muito altas de que o Bitcoin se torne inútil ou seja proibido.”, disse ele em entrevista.

O bilionário acredita que o governo dos EUA poderia tentar banir as criptomoedas em meio a preocupações com ativos digitais sendo usados ​​para fornecer financiamento para atividades ilegais, bem como a incapacidade do Departamento do Tesouro dos EUA de controlar ou acompanhar pagamentos e coletar impostos.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos