Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,96 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,60 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    -0,56 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    21.379,51
    +167,35 (+0,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,28 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,16 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,77 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    -7,75 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5326
    +0,0209 (+0,38%)
     

Inflação argentina bate 5,1% em maio, 29,3% desde janeiro e 60,7% em 12 meses

O custo de vida na Argentina registrou alta de 5,1% em maio e acumula um aumento de 29,3% desde janeiro, um dos indicadores inflacionários mais elevados do mundo, informou nesta terça-feira (14) o instituto oficial de estatísticas Indec.

O aumento chegou a 60,7% nos últimos 12 meses, um fenômeno que o governo do presidente Alberto Fernández atribui a desequilíbrios nos preços internacionais, agravados pela guerra na Ucrânia.

As cifras refletem uma leve desaceleração, após os índices de 6,7% em março e 6% em abril, mas sem sinais de que a tensão e o mal-estar social provocados pelo aumento do custo de vida possam ceder.

O último boletim divulgado pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) estima uma inflação anual de 51,7% em 2022, embora alguns veículos de imprensa apontem que esta projeção será revista nos próximos meses.

Uma projeção mais pessimista ainda sobre a inflação que a Argentina registrará este ano é o estimado em 72,6% no mais recente levantamento do Banco Central com os maiores bancos e consultorias de mercado.

Em 2021, os preços ao consumo subiram 50,9% no país.

dm/mr/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos