Mercado abrirá em 5 h 56 min
  • BOVESPA

    113.031,98
    +267,72 (+0,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.638,36
    -215,01 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,57
    -0,84 (-0,94%)
     
  • OURO

    1.794,90
    -3,20 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    24.011,70
    -152,91 (-0,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    569,30
    -21,46 (-3,63%)
     
  • S&P500

    4.297,14
    +16,99 (+0,40%)
     
  • DOW JONES

    33.912,44
    +151,39 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    19.780,44
    -260,42 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.657,75
    -23,50 (-0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1758
    -0,0027 (-0,05%)
     

Inflação anual da Turquia atinge quase 80% e pico pode estar próximo

Açougue em Ancara, Turquia

ISTAMBUL (Reuters) - A inflação anual da Turquia turca subiu para uma nova máxima de 24 anos de 79,6% em julho, mostraram dados nesta quarta-feira, com a contínua fraqueza da lira e os custos globais de energia e commodities empurrando os preços para cima, embora o resultado tenha ficado abaixo do esperado.

A inflação começou a subir quando a lira caiu depois que o banco central cortou gradualmente sua taxa básica de juros em 500 pontos-base, para 14%, em um ciclo de flexibilização buscado pelo presidente Tayyip Erdogan.

Na comparação mensal, os preços ao consumidor subiram 2,37% em julho, disse o Instituto de Estatística da Turquia, abaixo da previsão em pesquisa da Reuters de 2,9%. Na base anual, a expectativa era de que a inflação atingiria 80,5%.

Jason Tuvey, economista sênior de mercados emergentes da Capital Economics, disse que a alta anual dos preços pode estar se aproximando do pico com a inflação de energia caindo acentuadamente e a de alimentos aparentemente perto do topo.

"Mesmo que a inflação esteja próxima de um pico, ela permanecerá perto de suas atuais taxas muito altas por vários meses", disse Tuvey em nota.

"Quedas bruscas e desordenadas na lira continuam sendo um risco fundamental", disse ele.

A maior alta anual foi registrada por transportes, de 119,11%, enquanto os preços de alimentos e bebidas não alcoólicas subiram 94,65%.

(Reportagem de Berna Suleymanoglu)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos