Mercado abrirá em 52 mins
  • BOVESPA

    120.700,67
    +405,99 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.514,10
    +184,26 (+0,38%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,45
    -0,01 (-0,02%)
     
  • OURO

    1.779,00
    +12,20 (+0,69%)
     
  • BTC-USD

    60.876,68
    -1.389,21 (-2,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.354,15
    -26,80 (-1,94%)
     
  • S&P500

    4.170,42
    +45,76 (+1,11%)
     
  • DOW JONES

    34.035,99
    +305,10 (+0,90%)
     
  • FTSE

    7.019,12
    +35,62 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.027,75
    +13,75 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7416
    +0,0205 (+0,31%)
     

Inflação do aluguel acumula alta de 31,1% em um ano, diz FGV

FERNANDA BRIGATTI
·1 minuto de leitura
*arquivo* São Paulol, SP , BRASIL- 26-08-2015: Vista do bairro de Perdizes, zona Oeste de São Paulo. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)
*arquivo* São Paulol, SP , BRASIL- 26-08-2015: Vista do bairro de Perdizes, zona Oeste de São Paulo. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O IGP-M (Índice Geral de Preços Mercado) subiu 2,94% no mês de março, informou a FGV (Fundação Getúlio Vargas) nesta terça (30). Em 12 meses, a inflação do aluguel -como o indicador é conhecido- acumula alta de 31,10%.

A alta terá efeito sobre os contratos de locação com vencimento em abril. Se o proprietário decidir aplicar integralmente a variação do IGP-M, um alguel de R$ 2.000 passará a custar R$ 2.622 no mês de maio.

Segundo a FGV, o índice continua sofrendo a pressão dos preços de produtos agropecuários. Em março, todos os componentes do IGP-M subiram. André Braz, coordenador de índice de preços, diz que a alta dos combustíveis neste mês também contribuiu para a inflação de preços ao produtor e ao consumidor.

Além de ser o índice mais usado no mercado imobiliário, o IGP-M também é utilizados nos cálculos de reajustes e revisões tarifárias dos setores de energia elétrica e de telefonia. Ele é também o indexador de contratos de empresas prestadoras de serviços, como educação e planos de saúde.