Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.843,74
    -2.595,62 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.557,65
    -750,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,70
    -1,27 (-1,76%)
     
  • OURO

    1.766,00
    +14,60 (+0,83%)
     
  • BTC-USD

    43.314,61
    -4.287,01 (-9,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.078,03
    -56,36 (-4,97%)
     
  • S&P500

    4.357,73
    -75,26 (-1,70%)
     
  • DOW JONES

    33.970,47
    -614,41 (-1,78%)
     
  • FTSE

    6.903,91
    -59,73 (-0,86%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    14.993,00
    -333,00 (-2,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2511
    +0,0517 (+0,83%)
     

Inflação de 12 meses chega aos 9,68% ao mês!

·2 minuto de leitura

Com a inflação crescendo e chegando perto dos dois dígitos, o mercado vem ficando cada vez mais atento a toda situação.

Os atritos políticos, aumento das taxas de energia associados ao aumento do dólar, vem prejudicando as expectativas para a inflação.

Cenário para o dólar no futuro

Com um cenário mais ameno para a economia e política, é possível que o dola retome o caminho da depreciação frente ao real.

Os Estados Unidos ainda vem ajudando a própria economia através do juro baixo, ou praticamente zero.

Além disso, existem outros mecanismos que o Banco Central norte-americano coloca em prática para tentar impulsionar o mercado.

Assim, existe uma quantidade grande de dólares no mercado, sendo que tal capital poderia estar vindo para cá, ou pelo menos, ajudando na valorização do real.

Mas não é bem isso que está acontecendo. Infelizmente, o dólar em 2021, até o presente momento, vem se valorizando em 1%.

Por outro lado, as demais divisas da América do sul também vêm se desvalorizado perante o dólar, segue alguns exemplos:

Portanto, o real não está assim tão ruim. Vale destacar que o BC brasileiro, aparentemente não vem vendendo dólares ou fazendo “swaps” cambiais para manter o dólar nivelado.

Dólar sobe ou desce?

Ainda é um grande enigma saber se o dólar vai subir ou não. Mas uma coisa é certa. O mercado não gosta de volatilidade ou de oscilações grandes na política, por exemplo.

O grande medo do mercado está relacionado a eventos radicais que possam influenciar de forma negativa na estabilidade de negócios, principalmente daqueles que são feitos por empresas estrangeiras em terreno nacional.

Um eventual atrito mais forte entre as instituições brasileiras, pode fazer o dólar disparar, por exemplo.

Da mesma forma que um clima mais ameno, com mais reformas sendo aprovadas e com sinais claros e fortes do PIB, pode provocar uma entrada maior de dólares no Brasil e assim, derrubar a divisa norte-americana.

De qualquer forma, ao comparar o real com as demais moedas da América do sul, dá para ver que o real vem se mantendo estável.

Se o real for se equiparar às demais moedas da região, então é possível que o dólar se valorize por aqui, ao menos 10%.

É bom mencionar que o boletim Focus, do BC, referente às expectativas para o dólar, foi divulgado nesta segunda-feira. As expectativas são para R$ 5,20 até o final de 2021, terceiro aumento consecutivo para as expectativas.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos