Mercado fechará em 5 h 56 min
  • BOVESPA

    100.774,57
    -1.140,88 (-1,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.007,16
    +308,44 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,61
    +0,04 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.782,40
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    56.632,25
    -666,66 (-1,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.445,23
    -23,85 (-1,62%)
     
  • S&P500

    4.513,04
    -53,96 (-1,18%)
     
  • DOW JONES

    34.022,04
    -461,68 (-1,34%)
     
  • FTSE

    7.095,99
    -72,69 (-1,01%)
     
  • HANG SENG

    23.788,93
    +130,01 (+0,55%)
     
  • NIKKEI

    27.753,37
    -182,25 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.843,00
    -26,75 (-0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4025
    -0,0443 (-0,69%)
     

Inflação é causada pela pandemia, não pela políticas de Biden, diz assessor da Casa Branca

·1 min de leitura

WASHINGTON (Reuters) - O assessor econômico da Casa Branca, Brian Deese, afirmou neste domingo que a alta dos preços é uma questão global que deriva da pandemia de coronavírus, e não o resultado das políticas do presidente Joe Biden.

Biden e seus principais assessores econômicos, incluindo Deese, vêm prevendo há meses que a inflação será um problema de curto prazo.

Questionado no programa "State of the Union", da CNN, se estão errados, Deese disse: "Não, não acho. Acho que o que dissemos de forma consistente é que a pandemia e a economia estão interligadas."

Deese defendeu as políticas do governo Biden em vários programas de televisão neste domingo depois que a alta dos preços ao consumidor nos Estados Unidos acelerou em outubro, com os norte-americanos pagando mais pela gasolina e por alimentos, levando ao maior aumento anual em 31 anos.

(Reportagem de Doina Chiacu)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos