Mercado abrirá em 3 h 50 min

Inditex (Zara) tem prejuízo de € 409 milhões no primeiro trimestre

Loja Zara na cidade espanhola de Sevilha

A empresa têxtil espanhola Inditex, dona da marca Zara, registrou um prejuízo líquido de 409 milhões de euros (463 milhões de dólares) no primeiro trimestre do ano fiscal devido ao impacto da pandemia de COVID-19.

O faturamento durante o primeiro trimestre - 1 de fevereiro a 30 de abril - registrou queda de 44% na comparação com o primeiro de 2019, a 3,303 bilhões de euros, contra € 5,9 bilhões no mesmo período do ano passado.

Durante o trimestre, a empresa teve 88% de suas lojas fechadas em um determinado período, informa um comunicado.

O grupo, que teve lucro líquido de 734 milhões de euros no primeiro trimestre de 2019, explicou que reservou 308 milhões de euros para "terminar o programa de otimização de espaço" em suas lojas.

Sem esta quantia, as perdas no trimestre teriam sido de 175 milhões de euros.

A Inditex informou ainda que as vendas on-line aumentaram 50% no primeiro trimestre de 2020, com um avanço de 95% e abril, o mês que foi mais afetado pelos confinamentos decretados no mundo para lutar contra a pandemia.

O grupo antecipou algumas perspectivas sobre o segundo trimestre: em maio as vendas recuaram 51% em ritmo anual com taxa de câmbio constante, e 34% na primeira semana de junho.

A empresa também anunciou um programa de investimentos de 900 milhões de euros para o período 2020-2022, para reformar a plataforma de vendas pela internet, ao mesmo tempo que reduz o número de lojas para concentrar-se nas maiores e de melhor localização.

A Inditex prevê que as vendas pela internet representem 25% de seu volume de negócios em 2022, contra 14% em 2019.