Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.969,88
    +312,51 (+0,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Indicador Ipea cresce 2,2% nos investimentos de junho para julho

·1 minuto de leitura

O Indicador Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), divulgado hoje (4), no Rio de Janeiro, pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), registrou avanço de 2,2% em julho frente ao mês de junho deste ano, na série com ajuste sazonal. Assim, o trimestre móvel terminado em julho teve alta de 3,3%. No resultado acumulado em 12 meses, os investimentos apresentaram expansão de 16%.

A FBCF é composta por máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos. A evolução do indicador representa aumento da capacidade produtiva da economia e reposição da depreciação do estoque de capital fixo.

Segundo o Ipea, o consumo aparente de máquinas e equipamentos alcançou expansão de 3,9% em julho, mas encerrou o trimestre móvel com queda de 15,1%. Enquanto a produção de máquinas e equipamentos para o mercado interno apresentou crescimento de 18,7% em julho, a importação caiu 26,2% no mesmo período. No acumulado em 12 meses, o investimento em máquinas e equipamentos acusou alta de 24,3%.

Quinta alta

Já o indicador de investimentos em construção civil avançou 3,7% na série dessazonalizada, sendo a quinta alta consecutiva. Com esse resultado, o segmento anotou crescimento de 13,6% no trimestre móvel.

“Na comparação interanual, o bom desempenho também foi generalizado. O destaque ficou por conta do componente de máquinas e equipamentos, que avançou para um patamar 30,5% superior a julho de 2020. Enquanto o componente de outros ativos fixos aumentou 18,2%, a construção civil teve alta de 28,8%. Na comparação trimestral, os resultados também foram positivos”, destacou o Ipea.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos