Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.877,70
    -53,10 (-2,75%)
     
  • BTC-USD

    23.320,32
    -225,41 (-0,96%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

Indicado à presidência do BC do Japão deve ser apresentado em 10 de fevereiro, dizem fontes

Sede do Banco do Japão em Tóquio

Por Yoshifumi Takemoto e Leika Kihara

TÓQUIO (Reuters) - O governo japonês deve apresentar seus indicados para a presidência do Banco do Japão e para dois cargos da vice-presidência em 10 de fevereiro, disseram à Reuters quatro autoridades do governo e do partido governista com conhecimento do assunto.

Há uma chance de a data ser adiada por vários dias a depender dos acontecimentos no Parlamento, que se reúne em 23 de janeiro, disse uma das autoridades sob condição de anonimato devido à sensibilidade do assunto.

Os indicados, se aprovados pelas duas Casas do Parlamento, sucederão o presidente do banco central, Haruhiko Kuroda, e seus dois vices, Masayoshi Amamiya e Masazumi Wakatabe.

O mandato de Kuroda termina em 8 de abril, enquanto os mandatos de Amamiya e Wakatabe acabam em 19 de março.

A escolha da nova liderança do Banco do Japão será determinante para a rapidez com que o banco central pode eliminar gradualmente seu enorme programa de estímulo monetário à medida que a inflação aumenta e as perspectivas de crescimento de salários sobem.

Os mercados consideram como os principais candidatos ao cargo de presidente do banco central o vice-presidente Amamiya, bem como os ex-vice-presidentes Hiroshi Nakaso e Hirohide Yamaguchi.

A aprovação dos indicados é quase certa, dada a maioria da coalizão governista em ambas as Casas do Parlamento.

O plano atual é que a câmara baixa conduza as audiências dos indicados ao Banco do Japão de 16 a 17 de fevereiro, e a câmara alta de 20 a 21 de fevereiro, disseram as autoridades.

(Reportagem de Yoshifumi Takemoto)