Mercado fechado

Indústria perde fôlego na intenção de lançar produtos novos

JOANA CUNHA
·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* MANAUS, AM, 05.08.2018 - Linha de montagem de motos na fábrica da Honda na Zona Franca de Manaus. (Foto: Lalo de Almeida/Folhapress)
*ARQUIVO* MANAUS, AM, 05.08.2018 - Linha de montagem de motos na fábrica da Honda na Zona Franca de Manaus. (Foto: Lalo de Almeida/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A indústria brasileira tenta se recuperar do baque da pandemia, mas fechou setembro com queda de 4,6% na intenção de lançar novos produtos em relação a agosto, segundo índice GS1 Brasil da Associação Brasileira de Automação, que mede os pedidos de novos códigos de barra. O acumulado do ano também segue negativo, com recuo de 12,4%.

Na comparação com setembro de 2019, no entanto, houve alta de 5,6%. Segundo a entidade, os resultados mostram que o pior já passou, mas a confirmação de retomada das atividades requer estabilidade do índice nos próximos meses.

O setor têxtil, que chegou a registrar queda de 93% em abril ante o mesmo período de 2019, avançou na comparação mensal e anual.