Mercado abrirá em 5 h 51 min
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,37
    +2,19 (+3,31%)
     
  • OURO

    1.788,40
    +11,90 (+0,67%)
     
  • BTC-USD

    56.713,29
    +561,28 (+1,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.458,09
    +15,32 (+1,06%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -50,50 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.710,98
    +235,72 (+1,00%)
     
  • NIKKEI

    28.026,15
    +204,39 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    16.363,25
    +212,75 (+1,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3940
    +0,0240 (+0,38%)
     

Indústria da construção revisa projeção de crescimento para 2021

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção) revisou novamente para cima a projeção de crescimento do setor para 2021. Agora, a expectativa é avançar 5%, o melhor resultado dos últimos dez anos.

Em julho, a entidade já havia voltado a apostar no crescimento de 4%, previsto no início do ano, após baixar a expectativa para 2,5% em abril.

"Estamos crescendo, mas o caminho para a recuperação de nossas atividades ainda é longo. Somente para recompor a perda que assistimos desde 2014, ainda precisamos crescer 5% até 2028", diz a economista da CBIC, Ieda Vasconcelos.

A desaceleração na alta dos preços dos insumos, que começou a aparecer nos últimos dois trimestres, também colaborou para puxar a revisão, afirma Vasconcelos.

Apesar disso, mais de 54% dos empresários ainda reclamam da escassez e do alto preço dos materiais de construção. Segundo a entidade, a nova preocupação é a elevada taxa de juros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos