Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,55
    +0,23 (+0,39%)
     
  • OURO

    1.741,40
    -3,40 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    60.019,95
    +524,24 (+0,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.281,03
    +53,49 (+4,36%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    13.775,25
    -54,25 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7627
    -0,0015 (-0,02%)
     

A incrível geração jamaicana? Jamaica negocia convocação de dez jogadores de ligas britânicas para reforçar seleção

·2 minuto de leitura

A Jamaica vem arquitetando um planejamento ousado para a disputa das eliminatórias para a Copa do Mundo do Qatar, em 2022. A federação do país negocia com dez jogadores de ligas britânicas, incluindo a Premier League, para montar um time forte na disputa. O plano já havia sido ventilado na imprensa inglesa nas últimas semanas, mas foi explicado em detalhes pelo jornal "Daily Mail" nesta quarta-feira.

A lista de jogadores tem o lateral-direito Max Aarons (Norwich City), Mason Holgate (Everton) e Liam Moore (Reading), os meias Isaac Hayden (Newcastle) e Kemar Roofe (Rangers), bem como os atacantes Demarai Gray (Bayer Leverkusen), Nathan Redmond (Southampton), Ivan Toney (Brentford) e Michail Antonio (West Ham).

Dos citados, apenas Aarons e Antonio ainda estão em negociações, enquanto os demais já estão em processo de obtenção dos passaportes, confirmou ao diário o presidente da federação local, Michael Ricketts. Liam Moore é o mais adiantado e já tem o documento.

— O processo está um pouco tedioso por causa da pandemia, mas segue em andamento. Esperamos conseguir os passaportes deles em um tempo razoável — explicou o mandatário.

Vale lembrar que a Fifa permite que jogadores troquem as seleções que defendem, desde que provados os vínculos com a segunda nacionalidade e que o atleta não tenha entrado em campo em competições oficiais pela seleção de origem. O brasileiro Diego Costa, por exemplo, passou a defender a Espanha mesmo tendo atuado pela seleção brasileira em amistosos.

Da lista, Moore, Aarons, Gray, Hayden, Holgate e Redmond já defenderam seleções de base da Inglaterra. Redmon e Antonio já foram até convocados para a equipe principal, mas o primeiro atuou apenas em um amistoso e o segundo não chegou a estrear. Em 2016, pouco antes de ser chamado ao English Team, Antonio chegou a ser convidado pelos jamaicanos, mas as conversas não foram à frente.

A Jamaica tem estreia prevista nas eliminatórias da Concacaf para setembro. Costa Rica e México serão os primeiros adversários.