Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.941,68
    +51,80 (+0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,55
    +320,55 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,07
    +0,98 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.785,64
    -282,87 (-0,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,79
    -3,71 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.158,24
    +100,40 (+2,47%)
     
  • DOW JONES

    33.212,96
    +575,77 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.717,50
    +438,25 (+3,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0751
    -0,0429 (-0,84%)
     

Incidente bizarro com o AirDrop resulta em cancelamento de voo em Israel

Um voo da empresa aérea AnadoluJet, que deveria partir de Tel Aviv (Israel) para a Turquia, foi cancelado na última terça-feira (10), depois que passageiros receberam fotos de acidentes aéreos em seus celulares via AirDrop — disponível somente em aparelhos da Apple.

De acordo com um comunicado oficial divulgado pela Autoridade de Aeroportos de Israel (IAA), o caso ocorreu quando o avião começou a taxiar para a pista, forçando os pilotos a retornarem ao stand para que o avião fosse verificado. Nove passageiros identificados como cidadãos israelenses foram presos após o incidente e levados para interrogatório, segundo a IAA.

A polícia disse que os suspeitos envolvidos no caso tinham entre 18 e 20 anos de idade e foram detidos sob acusação de disseminação de informações falsas e por colocar a segurança aérea em risco — crimes que podem render até 3 anos de prisão no país.

Imagens de acidentes de avião enviadas via AirDrop para passageiros do voo da AndoluJet (Imagem: Reprodução/Chris Hoare)
Imagens de acidentes de avião enviadas via AirDrop para passageiros do voo da AndoluJet (Imagem: Reprodução/Chris Hoare)

Os demais passageiros tiveram que sair do avião para passar por uma nova checagem de segurança, antes de embarcarem novamente no voo com destino à Turquia, com atraso de algumas horas.

Segundo o noticiário local Haaretz, a IAA não explicou quantas pessoas chegaram a receber as fotos, mas supõe-se que pelo menos 166 passageiros tenham recebido as imagens via AirDrop — que permite aos usuários de iPhone enviarem arquivos a outros aparelhos próximos da Apple, desde que o destinatário aceite o recebimento.

A situação causou desmaios e ataques de pânico entre alguns dos passageiros, porém tudo ocorreu bem e o comandante do voo foi elogiado pelas autoridades israelenses por retornar com a aeronave depois de saber da situação por meio da tripulação.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos