Mercado fechará em 1 h 4 min
  • BOVESPA

    112.261,24
    +371,36 (+0,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.332,02
    +189,02 (+0,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,90
    +0,81 (+0,71%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.419,90
    -1.167,89 (-3,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    615,82
    -13,68 (-2,17%)
     
  • S&P500

    4.135,33
    +77,49 (+1,91%)
     
  • DOW JONES

    33.022,09
    +384,90 (+1,18%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.604,50
    +325,25 (+2,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0810
    -0,0370 (-0,72%)
     

Inciativa do Google oferece endereços digitais para moradores de Paraisópolis

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Google, em conjunto com a Americanas S.A. e a startup de logística Favela Brasil Xpress, e em parceria com o G10 Favelas, anunciou que vai liberar endereços digitais para os mais de 100 mil moradores da comunidade de Paraisópolis, considerada a segunda maior de São Paulo.

O objetivo do projeto é possibilitar o acesso dos moradores e empresas da região a serviços e recursos em seu dia a dia, como o atendimento de saúde emergencial e o recebimento de correspondências e mercadorias, entre outros. Os endereços digitais serão gerados através do Plus Codes, uma tecnologia aberta e gratuita desenvolvida pelo Google, e estarão disponíveis para os moradores a partir de maio deste ano.

O projeto tem, inicialmente, meta de gerar cerca de quatro mil endereços digitais até junho, e ampliar até o fim do ano esse número para 30 mil — o que deve ser suficiente para todos os moradores de Paraisópolis, segundo as estimativas.

“Nosso objetivo é usar a tecnologia para permitir que os moradores de Paraisópolis e empreendedores aproveitem o benefício de ter um endereço em áreas nas quais não há um serviço de código postal, promovendo maior acesso a serviços básicos, facilitando a logística e gerando oportunidade de inclusão social e econômica para toda a comunidade”, explica Newton Neto, diretor de parcerias globais do Google para a América Latina.

Como funcionará na prática

<em>Exemplo de placa com o código de endereço digital do Plus Code. (Imagem: Divulgação/Google)</em>
Exemplo de placa com o código de endereço digital do Plus Code. (Imagem: Divulgação/Google)

Uma vez de posse de seus endereços digitais do Plus Code, os moradores de Paraisópolis poderão compartilhá-los com outras pessoas e utilizá-los em qualquer serviço que seja compatível com a tecnologia. O processo de coleta de dados em campo, assim como a confecção e fixação de placas com os novos endereços e, posteriormente, a entrega de encomendas aos moradores, estão a cargo da Favela Brasil Xpress.

Além disso, a Americanas S.A. pretende, até o fim do segundo semestre de 2022, integrar sua plataforma de e-commerce à tecnologia do Plus Codes, permitindo assim que compras online sejam entregues em Paraisópolis, buscando dar mais fluidez e logística na região, que é atualmente atendida por meio da iniciativa Americanas na Favela.

Por fim, para que o projeto possa ocorrer, o Google disponibilizará acesso à ferramenta Address Maker — aplicativo gratuito do Android que permite que governos e ONGs criem endereços facilmente usando Plus Codes — para o time da Favela Brasil Xpress, além de treinar a equipe da startup para realizar a coleta de endereços e atualizar o mapa com as vias faltantes, e também fornecerá créditos de nuvem no Google Cloud para a Americanas S.A., que concentra os investimentos na operacionalização do projeto na comunidade e entre os entregadores, e na integração em seus sites e apps de e-commerce.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos