Mercado abrirá em 8 h 14 min
  • BOVESPA

    113.812,87
    +105,11 (+0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.729,80
    -4,24 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,19
    -0,31 (-0,34%)
     
  • OURO

    1.766,20
    -5,00 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    22.830,02
    -544,36 (-2,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    542,80
    -14,93 (-2,68%)
     
  • S&P500

    4.283,74
    +9,70 (+0,23%)
     
  • DOW JONES

    33.999,04
    +18,72 (+0,06%)
     
  • FTSE

    7.541,85
    +26,10 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    19.852,92
    +89,01 (+0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.935,47
    -6,67 (-0,02%)
     
  • NASDAQ

    13.502,00
    -21,25 (-0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2115
    -0,0023 (-0,04%)
     

Incêndio na 25 gera risco de demissão em massa, diz sindicato

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O impacto do grande incêndio na região da rua 25 de Março já provoca risco de demissões aos trabalhadores de lojas que tiveram de fechar as portas nos últimos dias, enquanto ainda se avalia a possibilidade de desabamento do edifício destruído pelo fogo.

Ricardo Patah, presidente do Sindicato dos Comerciários de São Paulo e da central UGT, afirma que 3.000 trabalhadores correm risco de perder o emprego.

Ele diz que a ideia é negociar com os empregadores a alternativa de acordos para evitar os cortes, como antecipação de férias, feriados e banco de horas.

"Estamos com duas bancas na região, com diretores e advogados do sindicato para atender os trabalhadores. Também queremos abordar a questão da segurança. É inimaginável acontecer isso em uma cidade como São Paulo, precisa ter segurança", diz Patah.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos