Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.748,66
    +2.460,25 (+4,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Inadimplência dos consumidores tem alta de 5,1% entre março e abril

·1 minuto de leitura
Tendência é que inadimplência continue a subir, com a continuidade da crise econômica agravada pela covid-19
Tendência é que inadimplência continue a subir, com a continuidade da crise econômica agravada pela covid-19
  • Índice de inadimplência teve alta de 5,1% em abril ante março

  • Em relação ao quarto mês de 2020, a alta foi de 5,8%

  • Dados são da Boa Vista Serviços

O índice de consumidores inadimplentes aumentou 5,1% abril, em comparação com o mês anterior, segundo dados da Boa Vista Serviços. Já em relação a abril do ano passado, o crescimento foi de 5,8%. No acumulado de 12 meses, a taxa de pessoas que não honraram com os compromissos financeiros teve uma leve queda de 21,3%, pouquíssima diferença da baixa de 21,4% registrada anteriormente. As informações são do Estadão.

Leia também:

A tendência é que a inadimplência continue a aumentar, de acordo com a empresa, com a continuidade da crise agravada pela covid-19. Mesmo com o pagamento do auxílio emergencial a partir de abril, o impacto não deve ser significativo, já que o valor é bem inferior aos R$ 600 pagos no ano passado (de R$ 150 a R$ 350, dependendo do perfil de cada família).

"Além disso, outras medidas, como o adiantamento do 13º salário de funcionários públicos, também podem ajudar a impedir uma alta súbita da inadimplência nos próximos meses, mas não a ponto de reverter a tendência de elevação", diz a Boa Vista em nota.

Recuperação de crédito

O índice de recuperação de crédito subiu 2,8% em abril ante o mesmo período em 2020. Já em comparação com março, a alta foi de 3,5%.

Assim, a queda acumulada em 12 meses caiu de -1,2% para -0,8%. Já o ano de 2021 tem alta acumulada de 3,2%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos