Mercado abrirá em 8 h 17 min
  • BOVESPA

    114.177,55
    -92,52 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    55.164,01
    +292,65 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,32
    +0,31 (+0,38%)
     
  • OURO

    1.925,20
    -4,80 (-0,25%)
     
  • BTC-USD

    22.832,96
    -346,17 (-1,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    517,38
    -9,81 (-1,86%)
     
  • S&P500

    4.060,43
    +44,21 (+1,10%)
     
  • DOW JONES

    33.949,41
    +205,57 (+0,61%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    +16,24 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    22.592,71
    +25,93 (+0,11%)
     
  • NIKKEI

    27.381,18
    +18,43 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.040,75
    -66,00 (-0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5113
    -0,0084 (-0,15%)
     

Início de construção de moradias unifamiliares nos EUA se recupera em dezembro

Construção de moradia na Califórnia, EUA

WASHINGTON (Reuters) - O início de construção de moradias unifamiliares nos Estados Unidos se recuperou em dezembro, atingindo o nível mais alto em seis meses, mas o aumento deve ter sido temporário já que as licenças para construções futuras continuaram diminuindo em meio a taxas de hipoteca mais altas.

O início de construção de moradias unifamiliares, que representam a maior parte da construção de residências, aumentou 11,3% no mês passado, para uma taxa anual ajustada sazonalmente de 909 mil unidades, o nível mais alto desde junho, informou o Departamento de Comércio dos EUA nesta quinta-feira.

O início de projetos habitacionais com cinco unidades ou mais caíram 18,9%, para uma taxa de 463 mil unidades. O início geral de moradias diminuiu 1,4%, para uma taxa de 1,382 milhão de unidades no mês passado. A construção de novas moradias caiu 3% em 2022.

Economistas consultados pela Reuters previam que o início de construções cairia para uma taxa de 1,359 milhão de unidades em dezembro.

As licenças de construções unifamiliares caíram 6,5%, para uma taxa de 730 mil unidades, enquanto as de projetos habitacionais com cinco unidades ou mais aumentaram 7,1%, para uma taxa de 555 mil unidades. As licenças de construção gerais caíram 1,6%, para uma taxa de 1,330 milhão de unidades. As licenças caíram 5% em 2022.

(Reportagem de Lucia Mutikani)