Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    56.923,12
    -2.011,74 (-3,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Início de construção de moradias nos EUA sobe mais que o esperado em março

·1 minuto de leitura
Construção de casa em Virginia, EUA

WASHINGTON (Reuters) - A construção de moradias nos Estados Unidos se recuperou mais do que o esperado em março, mas a alta dos preços da madeira em meio a gargalos de oferta pode limitar a capacidade dos empreiteiros de ampliar a produção e aliviar a escassez de casas que ameaça desacelerar a força do mercado imobiliário.

O início de construção de moradias saltou 19,4% no mês passado, para uma taxa ajustada sazonalmente de 1,739 milhão de unidades, informou o Departamento do Comércio nesta sexta-feira.

Economistas consultados pela Reuters projetavam uma taxa de 1,613 milhão de unidades em março.

(Reportagem de Lucia Mutikani)