Mercado abrirá em 5 h 56 min

Impressão 3D pode ajudar hospitais durante pandemia de COVID-19

Nathan Vieira

A impressão 3D pode ser uma forte aliada diante da escassez de suprimentos causada pelo Coronavírus. Isso porque impressoras 3D estão fornecendo suprimentos médicos vitais para um hospital em Brescia (localizado em uma área do norte da Itália, que sofre nas mãos do surto do coronavírus) que estava ficando sem válvulas de substituição para máquinas de reanimação cardiopulmonar (RCP).

Sem meios de obter válvulas de substituição graças ao esgotamento do estoque, a solução foi usar uma impressora 3D. Uma empresa chamada Isinnova respondeu a um pedido de ajuda de Massimo Temporelli (fundador do FabLab, um espaço estilo coworking, em Milão). O próprio CEO da Isinnova, Cristian Fracassi, trouxe pessoalmente uma impressora 3D para o hospital, conseguindo replicar e produzir a válvula ausente.

Válvulas de substituição proporcionadas pela impressão 3D (Imagem: 3D Printing Media Network / Lonati SpA)

No último sábado (14), essas substituições impressas em 3D provaram que estavam funcionando, e 10 pacientes logo estavam sendo auxiliados por essas máquinas. Diante do caos da situação na Itália, e que serve de exemplo para todo o mundo, pode haver outros casos em que serão necessárias substituições de equipamentos vitais. É aí que a tecnologia, com a impressão 3D, pode ganhar protagonismo e salvar vidas.

Mais válvulas estão sendo produzidas por outro equipamento de impressão, a Lonati SpA. No entanto, neste caso, eles estão usando um processo de fusão de pó de polímeros e laser, em oposição à extrusão (um processo mecânico de produção de componentes de forma contínua onde o material é forçado através de uma matriz, adquirindo assim a forma pré determinada pela forma da matriz, projetada para a peça) de filamentos, que foi empregada pelo CEO da Isinnova.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: