Mercado abrirá em 4 h 41 min

Imposto de Renda: veja como declarar saque do FGTS

·2 min de leitura
FGTS precisa ser declarado se beneficiário teve rendimentos maiores que R$ 28.559,70, ou se saque foi maior de R$ 40 mil (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
FGTS precisa ser declarado se beneficiário teve rendimentos maiores que R$ 28.559,70, ou se saque foi maior de R$ 40 mil (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • FGTS precisa ser declaro em duas situações específicas;

  • Se o trabalhador teve rendimentos maiores que R$ 28.559,70;

  • Ou se o saque da conta do FGTS foi maior que R$ 40 mil.

O Imposto de Renda deve ser declarado até o dia 29 de abril neste ano, porém, muitos trabalhadores e contribuintes já estão adiantando suas declarações e se encontrando com uma dúvida: onde declarar o FGTS?

No ano passado, diversos trabalhadores puderam sacar seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, graças a liberações do governo e a popularização do saque-aniversário, que permite ao trabalhador sacar uma parcela dos valores da conta no seu mês de aniversário.

Bem, para começar, o Imposto de Renda é obrigatório para todos aqueles que receberam mais de R$ 28.559,70 em rendimentos tributáveis no ano de 2021. Entretanto, se o trabalhador conseguiu sacar um valor superior a R$ 40 mil de seu FGTS, ele também será obrigado a declarar o IR.

Isto porque o FGTS é um rendimento isento, ou seja, seus recebimentos não entram para o cálculo de pagamentos ou restituições de seu imposto de renda, a menos, novamente, que sejam maiores de R$ 40 mil.

Saquei mais de R$ 40 mil ou tive um rendimento superior a R$ 28.559,70, e agora?

Agora você deverá declarar o valor do FGTS em sua ficha de declaração. É importante declarar o valor para evitar de cair na malha fina da Receita Federal e ser obrigado a pagar uma multa.

Para declarar é muito simples, basta seguir os seguintes passos:

  1. Vá até a ficha de "Rendimentos Isentos e Não-Tributáveis"

  2. Clique em "Novo" e selecione a opção 04 "Indenizações por rescisão de contrato de trabalho, inclusive a título de PDV; e por acidente de trabalho; e FGTS"

  3. Em seguida, escolha o beneficiário dos valores, que pode ser "titular", no caso da conta do FGTS ser sua, ou "dependente", caso seja de um de seus dependentes.

  4. Informe o CNPJ da fonte pagadora. No caso do FGTS a fonte é sempre a Caixa Econômica, cujo CNPJ é 00.360.305/0001-04.

  5. Coloque o valor do saque em 2021 e aperte "OK".