Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.865,90
    -50,40 (-2,63%)
     
  • BTC-USD

    23.417,13
    -164,49 (-0,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

Imposto de Renda: veja como declarar empréstimos

Imposto de Renda: aprenda a declarar empréstimos
Imposto de Renda: aprenda a declarar empréstimos
  • Somente empréstimos maiores de R$ 5 mil devem ser declarados à Receita;

  • Operação deverá aparecer na ficha de Dívidas e Ônus Reais;

  • Financiamento de imóvel ou veículo deve ser detalhado na "Discriminação" dos bens em "Bens e Direitos".

O período de declaração do Imposto de Renda vai até o dia 29 deste mês, portanto aqueles que ainda não começaram a preencher suas declarações é bom começarem a colocar as mãos na massa. Os que já começaram, no entanto, podem se ver com algumas dúvidas, dentre elas onde colocar um empréstimo tomado na sua ficha de declaração?

A primeira informação que se deve saber é que empréstimos de valores abaixo ou iguais a R$ 5 mil não precisam ser declarados. Só isso já pode ter solucionado os problemas de muitas pessoas. No entanto, outras pessoas podem continuar com a dúvida. Confira abaixo o que fazer quando seu empréstimo tiver um valor acima de R$ 5 mil.

Onde declarar empréstimos acima de R$ 5 mil

Nesses casos, a declaração da dívida é obrigatória, e pode ser feita na ficha de "Dívidas e Ônus Reais". Para declarar, é preciso criar um novo item nessa seção e colocar corretamente o código disponibilizado pela Receita Federal. Cada um desses números representa um tipo de empréstimo diferente e com certeza o seu se encaixa em algum deles.

Na parte "Discriminação" é onde deve ser apresentado os detalhes da dívida, como o valor tomado, a forma de pagamento, os dados da instituição credora (como nome e CNPJ) e os destinos do recurso.

No caso de empréstimos dados por pessoa física, como um amigo ou familiar, é necessário colocar o nome e o CPF da pessoa que emprestou o dinheiro como se fosse uma instituição credora. Nesses casos, a pessoa que emprestou o dinheiro também deverá declarar a operação em sua declaração.

Por fim, em "Situação em 31/12/2020" há duas possibilidades: se o empréstimo tiver sido tomado em 2021, deixe zerado. Se já for um empréstimo sendo pago há pelo menos 2 anos, informe o valor que foi pago até a data. Já em "Situação em 31/12/2021" deve-se colocar o saldo que falta pagar até o fim do ano. Em "Valor pago em 2021" é só informar o valor pago no ano.

E se for financiamento de imóvel ou veículo?

Nesse caso, os detalhes do financiamento ficarão dentro da "Discriminação" desses bens, na ficha de "Bens e Direitos". Para mais informações confira: Imposto de Renda: veja como declarar seu automóvel.