Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.943,90
    -2,80 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    23.210,62
    +151,35 (+0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

Imposto de Renda: confira novos prazos para débito automático

Imposto de Renda deverá ser entregue até 31 de maio (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Imposto de Renda deverá ser entregue até 31 de maio (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Data limite para entrega do Imposto de Renda foi adiada para 31 de maio;

  • Pagamento em débito automático também teve prazos estendidos;

  • Primeira cota, ou cota única, só poderá ser escolhida por quem entregar a declaração até 10 de maio.

Nesta semana a Receita Federal adiou o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda dos cidadãos brasileiros. Com isso, os demais prazos também ganharam uma extensão, dentre eles, o prazo para se colocar o pagamento do imposto em débito automático.

Antes de tudo, é preciso saber quem deve preencher a declaração da Receita Federal. Todos aqueles que obtiveram uma renda maior que R$ 28.599,70 em 2021. Em casos de atividade rural é preciso ter obtido uma receita bruta maior que R$ 142.798,50. Ou ainda caso tenha recebido rendimentos não tributáveis, ou tributados exclusivamente na fonte superiores a R$ 40 mil.

Por último, todos aqueles que realizaram operações em bolsas de valores, mercadorias, futuros ou similares, ou tenham em sua posse ou propriedade bens e direitos de valor superior a R$ 300 mil devem declarar.

Sabendo disto e tendo feito a declaração, chegou a hora de ver se há algum tipo de imposto a ser pago, ou se o contribuinte receberá uma restituição, isto é, se terá valores retornados. No caso de haver algum imposto a se pagar é possível optar por pagamentos em débito automático em cota única, ou a partir da segunda cota. Confira abaixo mais detalhes.

Prazos para pagamentos em débito automático

Os contribuintes que desejarem realizar o pagamento em débito automático desde a primeira cota, ou em cota única, precisarão entregar a declaração até 10 de maio, isto é, daqui a um mês, e cerca de 20 dias antes do fim do prazo da entrega.

Já os que perderem esse prazo e desejarem colocar a partir da segunda cota em débito automático deverão entregar a declaração até o prazo final, isto é, 31 de maio. Após esse prazo toda entrega atrasada gerará uma multa que deverá ser paga. Nesse caso também há um outro detalhe, a primeira cota deverá ser paga por meio de uma Darf, que será gerada no próprio programa do IR 2022.