Mercado abrirá em 3 mins

CORREÇÃO-Importação de soja da China crescerá em 2020, diz diretor do ministério da Agricultura

(Corrige no 2º parágrafo para "acima de 88,03 milhões de toneladas em 2018", em vez de 2019)

PEQUIM (Reuters) - As importações de soja da China vão crescer em 2020, disse nesta quarta-feira o diretor do departamento de mercado e informações do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais do país, Tang Ke, sem detalhar as projeções para a expansão.

A China importou 88,51 milhões de toneladas de soja em 2019, acima de 88,03 milhões de toneladas em 2018, mas 7% abaixo das 95,53 milhões de toneladas em 2017, antes do início da guerra comercial com os Estados Unidos.

Os embarques dos EUA caíram em 2019 em meio à disputa comercial entre chineses e norte-americanos, mas importações do Brasil e de outros países cresceram e a oferta foi assegurada, disse Ke.

A demanda chinesa por soja tem sido em parte contida devido a surtos de peste suína africana pelo país, que dizimaram o rebanho de porcos local, reduzido em mais de 40%.

Os preços da carne suína, que saltaram como consequência da peste, não devem subir mais antes do feriado do Festival de Primavera, geralmente pico de demanda para o alimento, uma vez que mais porcos serão enviados para abatedouros e importações e reservas estatais estão sendo liberadas para o mercado, disse um outro representante do ministério.

O consumo de carne suína deve cair após o Festival de Primavera, enquanto a oferta e a demanda da carne serão estáveis durante o feriado, segundo Wang Junxun, funcionário do Departamento de Pecuária e Veterinária do ministério.

(Por Hallie Gu e Shivani Singh)