Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.941,68
    +51,80 (+0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,55
    +320,55 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,07
    +0,98 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.902,17
    +327,72 (+1,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,79
    -3,71 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.158,24
    +100,40 (+2,47%)
     
  • DOW JONES

    33.212,96
    +575,77 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.717,50
    +438,25 (+3,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0751
    -0,0429 (-0,84%)
     

A importância da linguagem de programação C na evolução da computação

·3 min de leitura

Existem muitas linguagens de programação no mundo inteiro, mas algumas acabam se destacando e ganhando fama além do mundo dos desenvolvedores. Um exemplo disso é o C, um código antigo de criação de softwares, mas que até hoje é utilizado em vários setores de Tecnologia da Informação (TI), e também tendo ganho um certo status como sinônimo desse mundo.

Mas além da fama, a C também é uma linguagem importantíssima para o desenvolvimento da programação como um todo - assunto abordado no podcast Changelog por Brian Kernighan, um dos autores do livro The C Programming Language, de 1978, até hoje lido por desenvolvedores para conhecer melhor as características desse código.

Kernighan, durante o episódio, explica que a linguagem C foi inicialmente criada, em 1972, com o objetivo de ser uma forma mais direta de desenvolvedores interagirem com o hardware, a partir de interações diversas feitas pela sintaxe do código — buscando assim facilitar a escrita de programas.

Esse objetivo, então, foi alcançado a partir dos desenvolvedores, na linguagem C, poderem escrever com uma sintaxe mais mundana seus programas, que então eram passados por compiladores que tornavam o código legível aos computadores.

Se essa descrição lhe pareceu familiar, é por ela ser a mesma forma que a maioria das linguagens de programação hoje em dia funcionam, com algumas mudanças como compiladores internos ou coisas do tipo.

O peso do livro

<em>Brian Kernighan, um dos autores do importante livro técnico da linguagem C. (Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)</em>
Brian Kernighan, um dos autores do importante livro técnico da linguagem C. (Imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

O lançamento inicial da C, porém, não transformaria o cenário de programação imediatamente. Isso só aconteceria seis anos depois, em 1978, quando o livro de Kernighan, The C Programming Language, foi lançado. O sucesso da obra entre acadêmicos começou a aumentar a popularidade do código, e também introduziu conceitos importantíssimos para o aprendizado de linguagens de computação, como o “Hello World”, programa que introduz a lógica básica da sintaxe, e também como textos técnicos sobre o tópico deveriam ser escritos.

O caminho para a influência do C, então, estava aberto. Durante os anos, ela continuou crescendo e começou a ser adotada por cada vez mais empresas e desenvolvedores, e ao mesmo tempo, alguns de seus pequenos problemas começaram a ser abordados em outras linguagens inspiradas por ela, como o Java ou mesmo C# e C++.

A linguagem C em 2022

Em 2022, 50 anos após sua criação, o cenário é outro. Ela ainda é popular, mas o próprio Kernighan, no podcast, admite que as funções e utilidades do C estão de certa forma ainda utilizando métodos antigos se comparado a outras opções disponíveis no mercado, dificultando e muito uma possível atualização do código como um todo e suas 20 milhões de linhas, com qualquer erro podendo apresentar problemas sérios para a funcionalidade da ferramenta.

Por fim, mostrando como os tempos mudaram, Kernighan afirma acreditar que C não deveria ser a primeira linguagem de programação ensinado para iniciantes em desenvolvimento de software nos cursos, mas sim o Python, graças a sua facilidade de estudo e também por ser aplicada na maioria dos casos de uso que aparecem nos primeiros períodos de ensino de criação de aplicações.

Mas mesmo nesse contexto, o autor do importante livro de 1978 terminou sua participação no podcast afirmando que grande parte das funções de Python não passam de aplicações e funções em C atrás de uma outra interface — ainda tornando a sintaxe veterana uma importante parte do dia a dia de programadores, sejam iniciantes ou veteranos, e mostrando seu peso na programação moderna.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos