Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.383,94
    +227,48 (+1,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Implantação do 5G no Brasil é adiada para setembro

Telecommunication connections above smart city. Futuristic cityscape concept for internet of things (IoT), fintech, blockchain, 5G LTE network, wifi hotspot access, cyber security, digital technology
Capitais que já se adequaram podem lançar a tecnologia antes (Getty Image)
  • O 5G demanda algumas alterações de sinais para funcionar

  • A internet poderá ser usada para diferentes dispositivos

  • Ao menos 16 capitais já têm a capacidade de ofertar a rede

Parece que os brasileiros precisarão esperar mais um pouco para ter uma internet melhor. O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou a proposta do grupo técnico para estender até 29 de setembro o prazo para a entrada em operação da tecnologia 5G nas capitais do país.

A medida foi um pedido do grupo que coordena a implantação da internet 5G no país, o Gaispi. A organização é composta por representantes do Ministério das Comunicações e empresas vencedoras do leilão.

A organização defende que a a proposta não representa, necessariamente, o adiamento do 5G. Segundo informações divulgadas, isso apenas daria um prazo adicional para cumprimento das obrigações necessárias à ativação da tecnologia. Ou seja, locais com condições técnicas já poderia disponibilizar o sinal.

Uma nota divulgada pela Anatel explica que o conselho diretor aprovou o adiamento pela da falta de equipamentos para fazer a "limpeza da faixa" de 3,5GHz. Essa é uma transmissão também utilizada pelo sinal da TV parabólica. Para prevenir interferências, a TV aberta iria para outra faixa de frequência, deixando a 3,5GHz, disponível apenas para a internet.

O Ministério das Comunicações diz que 16 capitais brasileiras já fizeram a adequação legislativa para implementar o 5G ainda em julho. São Paulo, Rio de Janeiro, Florianópolis, Fortaleza e Recife são algumas delas.

O que é o 5G?

O 5G é a quinta geração das redes móveis. A tecnologia vem sendo desenvolvida desde os anos 2000, para ser a sucessora da rede 4G. Ela promete maiores velocidades de conexão e download de dados, entre 600 Mb/s a até 2 Gb/s.

O sinal está sendo projetado para conseguir dar suporte a dispositivos inteligentes, como carros, semáforos, servidores de órgãos públicos, sensores especializados, equipamentos médicos, drones, equipamentos para funções especializadas e sistemas de segurança.

As redes 5G devem consumir até 90% menos energia que as redes 4G atuais enquanto o tempo de conexão entre aparelhos móveis devem ser inferiores a 5 ms (milissegundos). No 4G, a espera é de 30 ms.

Também aumenta a quantidade de número de aparelhos conectados por área, além de realizar um aumento drástico na duração da bateria de dispositivos rádio receptores, uma vez que consome menos energia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos