Mercado fechado

Impeachment em SC gera guerra entre aliados de Bolsonaro

Camila Mattoso, da Folhapress
·1 minuto de leitura

Deputados catarinenses não gostaram da interferência de lideranças nacionais no processo O processo de impeachment do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), causou uma guerra entre aliados do presidente Jair Bolsonaro. Deputados estaduais catarinenses não gostaram da interferência de lideranças nacionais, como a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), no processo. Zambelli é aliada da vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido), e a tem defendido nas redes sociais. Carla Zambelli é aliada da vice-governadora Daniela Reinehr e a tem defendido nas redes sociais Cleia Viana/Câmara dos Deputados O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) fez o mesmo. Ambos afirmam que ela não teve participação nas acusações contra o governador, de ter dado aumento irregular a procuradores do Executivo. "Carla Zambelli é uma barraqueira irresponsável", escreveu a deputada estadual Ana Campagnolo (PSL-SC). Seu colega Jessé Lopes (PSL-SC) acusou Karina Kufa, advogada de Bolsonaro, e que também defende a vice, de "jogar sujo". Eles dizem que Reinehr é cúmplice das irregularidades, por ter assinado atos durante período de interinidade, e deve também ser afastada.