Mercado abrirá em 6 h 52 min
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,28
    +0,04 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.870,70
    +4,20 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    34.190,72
    -471,89 (-1,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    678,02
    -22,59 (-3,22%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    30.012,19
    +369,91 (+1,25%)
     
  • NIKKEI

    28.788,90
    +155,44 (+0,54%)
     
  • NASDAQ

    13.380,75
    +86,50 (+0,65%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4177
    -0,0809 (-1,24%)
     

Impala Resource Fund vê ganhos de longo prazo para commodities

Yvonne Yue Li
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Impala Resource Fund, do investidor Bob Bishop e que teve ganho superior a 30% em 2020, prevê um mercado altista de longo prazo para as commodities.

O fundo faz parte da Impala Asset Management de Bishop, com US$ 2 bilhões sob gestão e foco em ações relacionadas a commodities e matérias-primas. O Impala fez uma comparação com o último superciclo que começou no início de 2000 em um boom da demanda impulsionado pela China. O fundo vê o cobre como um “claro vencedor” e também está otimista em relação a produtos de madeira e setor de energia. Sua previsão é que a demanda por petróleo supere a oferta em 2021, segundo apresentação vista pela Bloomberg News.

O cobre, considerado um termômetro da economia, é essencial para a “descarbonização”, segundo a apresentação. Veículos elétricos usam até quatro vezes mais do metal do que os motores de combustão interna, enquanto a energia renovável utiliza pelo menos três vezes mais cobre e até 15 vezes mais do que a produção de energia tradicional, disse o fundo. As estimativas ecoam previsões do Goldman Sachs e da BlackRock.

O Impala Resource Fund mostra ganho de quase 86% desde que foi lançado em 2016, de acordo com a apresentação aos investidores em 30 de dezembro. O fundo tem agora mais de US$ 200 milhões sob gestão, disse uma pessoa a par dos dados que não quis ser identificada. Registrou ganho de mais de 30% em 2020 e agora está aberto a novos recursos, disse a pessoa.

O cobre subiu nove meses seguidos, o período de ganhos mais longo desde 1994. Os preços avançaram cerca de 80% em relação à mínima de março, impulsionados pelo apetite da China por commodities e problemas de abastecimento no início da pandemia de Covid-19. O Impala espera mais ganhos em meio às expectativas de déficit da produção, dólar mais fraco e o papel do metal na tecnologia verde.

No geral, a indústria de hedge funds teve saídas no ano passado, mas fundos focados em commodities conseguiram captar fundos. Esses fundos atraíram mais de US$ 4 bilhões em fluxos até outubro, em comparação com cerca de US$ 55 bilhões em saídas do setor no total, de acordo com dados do eVestment.

Embora o ciclo de alta iniciado em 2016 tenha sido interrompido pelo aperto monetário global, tarifas dos EUA e pela Covid-19, as matérias-primas agora têm “muito espaço” para ganhos, disse o Impala na apresentação. “Este ciclo se parece mais com 2003-08 do que com 2016-17.”

Os preços das matérias-primas subiram no segundo semestre de 2020 com a recuperação da demanda após as paralisações relacionadas à pandemia. O índice Bloomberg Commodity Total Return subiu 20% entre o final de junho e o fim de dezembro.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.