Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,33 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,59 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,89
    +0,91 (+1,23%)
     
  • OURO

    1.751,00
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    43.007,26
    +483,84 (+1,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.070,32
    -32,74 (-2,97%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,20 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,84 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.364,82
    +116,01 (+0,38%)
     
  • NASDAQ

    15.349,75
    +31,00 (+0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2559
    +0,0003 (+0,00%)
     

Imea ajusta para cima projeção de safra de soja 21/22 em MT com preços elevados

·1 minuto de leitura
Trabalhos de colheita de soja em Nova Mutum, no Mato Grosso

SÃO PAULO (Reuters) - A produção de soja de Mato Grosso deve alcançar 37,41 milhões de toneladas na próxima temporada (2021/22), que será plantada a partir de setembro, estimou nesta segunda-feira o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) com leve avanço ante a análise anterior citando preços elevados do grão.

No mês passado, o órgão ligado aos produtores estimava 37,3 milhões de toneladas para a soja da nova safra.

A expectativa de área cultivada com a oleaginosa ficou praticamente estável, em 10,84 milhões de hectares, e representa alta de 3,59% em relação ao ciclo anterior.

Segundo o Imea, são "drivers" de crescimento para a próxima safra "a disponibilidade de áreas favoráveis para a conversão em agricultura e os preços comercializados do grão em níveis elevados".

Quando comparada à safra anterior, a produção esperada para 2021/22 representa avanço de 3,77%, disse o instituto.

SAFRA ATUAL

Ainda nesta segunda-feira, o Imea estimou a safra de milho 2020/21 do Estado, que está sendo colhida, em 31,9 milhões de toneladas, praticamente estável ante os 32 milhões de toneladas vistos no relatório anterior, mas uma redução de 9,96% ante a temporada de 2019/20.

"O corte na perspectiva, foi pautado principalmente pela redução da produtividade nas áreas mais tardias, que foram intensamente impactadas pelo clima na temporada."

Para o algodão em pluma, que também está sendo colhido em Mato Grosso, a projeção de safra 2020/21 do Imea foi mantida em 1,6 milhão de toneladas.

"No entanto, a preocupação ainda segue em relação aos resultado das áreas mais tardias, principalmente os talhões semeados depois do dia 15 de fevereiro, onde o clima prejudicou o desempenho da produtividade nestas áreas", acrescentou.

(Por Nayara Figueiredo)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos