Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.370,54
    -309,48 (-0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Imagens mostram visual de novo celular de tela rolável da Huawei

·2 minuto de leitura

Não é novidade que várias marcas estão planejando lançar smartphones com telas roláveis no futuro. Companhias como TCL e Samsung podem lançar dispositivos com essa tecnologia já no próximo ano, com mais rumores surgindo a cada dia. Nesta segunda-feira (30), renderizações divulgadas pelo LetsGoDigital mostram que a Huawei quer entrar com tudo nessa briga.

Tela traseira deve ajudar com selfies, mas é expsota a riscos e danos (Imagem: LetsGoDigital)
Tela traseira deve ajudar com selfies, mas é expsota a riscos e danos (Imagem: LetsGoDigital)

As imagens são baseadas em uma patente registrada pela marca recentemente, com uma tela que se estende para o lado e transforma o smartphone em um tablet. O aparelho teria três modos diferentes — contra apenas dois da patente da Samsung — que começam com um formato mais padrão de 6,5 polegadas, uma dimensão intermediária que aumenta a área de tela em 35% e finalmente uma versão final de 11 polegadas, com um acréscimo de 70% em relação à configuração inicial.

Uma novidade em relação a outros modelos de display rolável esperados de outras marcas é que a tela, quando fechada, pode ser utilizada na parte traseira do dispositivo, com implicações úteis para registro de selfies, por exemplo. Nesse aspecto, o aparelho se assemelha ao Mi Mix Alpha, celular protótipo da Xiaomi que nunca chegou a ser lançado oficialmente. Por outro lado, uma tela traseira é mais suscetível a riscos e quebras, além de dificultar a produção de capas protetoras.

Tela teria três estágios, um a mais do que a patente da Samsung (Imagem: LetsGoDigital)
Tela teria três estágios, um a mais do que a patente da Samsung (Imagem: LetsGoDigital)

Como a patente acabou de ser registrada, é provável que o lançamento de algum smartphone da Huawei com tela rolável ainda demore um tempo, isso se chegar ao mercado em algum momento. A LG, por exemplo, teve muito prejuízo depois de tentar colocar uma patente semelhante em prática e nunca concluiu o projeto — a marca fechou a divisão de celulares dois meses depois do registro.

Rolável vs Dobrável

Aparelho com tela rolável ainda pode demorar a chegar no mercado, se é que um dia chegue (Imagem: LetsGoDigitall)
Aparelho com tela rolável ainda pode demorar a chegar no mercado, se é que um dia chegue (Imagem: LetsGoDigitall)

Uma vantagem significativa em aparelhos com tela rolável, em comparação com telas dobráveis como no Galaxy Z Fold 3 ou Mi Mix Fold, é que teoricamente essa nova tecnologia exigiria muito menos espaço físico do dispositivo. Smartphones com tela dobrável ainda possuem espessura mais grossa em relação a celulares "normais".

Mesmo com tantos conceitos e renderizações de smartphones de diversas marcas, a tecnologia nunca foi disponibilizada para produção em massa de celulares. A LG é a única a apresentar uma tela rolável que pode ser comprada, em sua smart TV OLED R, que mostra como a inovação ainda custa caro: uma unidade do produto custa mais de 100 mil dólares (R$ 520.370, em conversão direta).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos