Mercado fechará em 6 h 8 min
  • BOVESPA

    109.465,48
    +977,59 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.470,59
    -47,71 (-0,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,53
    +0,25 (+0,23%)
     
  • OURO

    1.853,70
    +11,60 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    30.474,90
    +439,03 (+1,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    683,33
    +8,45 (+1,25%)
     
  • S&P500

    3.947,05
    +45,69 (+1,17%)
     
  • DOW JONES

    31.672,41
    +410,51 (+1,31%)
     
  • FTSE

    7.475,83
    +85,85 (+1,16%)
     
  • HANG SENG

    20.470,06
    -247,18 (-1,19%)
     
  • NIKKEI

    27.001,52
    +262,49 (+0,98%)
     
  • NASDAQ

    11.903,75
    +63,00 (+0,53%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1144
    -0,0384 (-0,75%)
     

Igualdade de gênero é tema de mesa na NRF 2022

·3 min de leitura

Shelley Zalis, CEO do projeto Female Quotient, consultoria dedicada ao avanço da igualdade de gênero no ambiente de trabalho trouxe seu lounge e as discussões de gênero para o maior evento de varejo do mundo. Lá, tem realizado diversas discussões sobre a ausência de mulheres em altos cargos das empresas, um problema que também afeta o varejo.

“Vocês repararam como a presença masculina é massiva na NRF? Isto é ainda mais curioso, se você considerar que a grande maioria das decisões de compra são realizadas por mulheres. Ando cansada de falar no assunto, porque sabemos que diversidade é uma boa decisão de negócios”, questionou no painel sobre recrutamento, treinamento e diversidade que reuniu Marina Saint-Lary, responsável por soluções digitais e tecnologia para o varejo na Globant, e Karen Etzkorn, Chief Information Officer no grupo Qurate.

“Não estamos caminhando rápido o suficiente. Ainda há apenas 20% de mulheres na liderança no segmento”, disse Karen.

E a presença de mulheres na cena corporativa, como se sabe, sofreu baixas ao longo da pandemia. Segunda Karen, nos últimos dois anos as empresas se preocuparam menos com a criação de um ambiente inclusivo, e mais com a contratação de pessoas que se alinhassem com a cultura da empresa.

“É preciso olhara para além do encaixe na cultura”, argumentou.

Ela também disse que a área de recrutamento deve considerar menos as habilidades técnicas, em nome da diversidade, e preocupar-se depois em treinar tecnicamente os funcionários.

A mentoria tem sido um elemento importante para promover a diversidade e principalmente ajudar as pessoas a crescerem dentro das empresas e a se arriscarem mais.

“Criamos na empresa um programa de mentoria para mulheres, para lhes dar mais ferramentas, e principalmente confiança. A maior demanda que percebi na empresa, ao longo dos últimos tempos, foi por mentoria. A mentoria pode dar aquele brilho no olhar, a confiança ao entrar numa sala de reuniões que falta a muitas pessoas”, comentou.

Segundo ela, no lugar de procurar talentos fora, as empresas deveriam, mais frequentemente, procurar por talentos dentro das suas equipes, e investir neles. Seria uma solução para driblar os altos índices de pedidos de demissão e a falta de profissionais disponíveis — trazidos pela pandemia, especialmente nos Estados Unidos.

“Falamos tanto em entrevistas para entrar e para sair de empregos. Outro dia a Ariana Huffington me disse algo muito pertinente: por que não realizamos entrevistas frequentes com os funcionários mais comprometidos? Aqueles que ficam? Para saber suas dores, suas necessidades, trocar ideias?”, questionou.

Fica a sugestão. Karen diz que é importante que as empresas estejam acompanhando o engajamento de seus times, especialmente em tempos de trabalho remoto.

“As pessoas estão procurando flexibilidades, sentem falta da convivência com colegas. É importante avaliar pelo menos de seis em seis meses como anda o engajamento entre as pessoas, porque muitos funcionários procuram mais do que um salário em uma empresa: buscam experiências coletivas”, conclui.

Acompanhe a cobertura especial da Fast Company Brasil da NRF 2022.

O post Igualdade de gênero é tema de mesa na NRF 2022 apareceu primeiro em Fast Company Brasil | O Futuro dos Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos