Mercado fechará em 21 mins
  • BOVESPA

    106.941,42
    +898,95 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.203,06
    +298,00 (+0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    42,88
    +0,46 (+1,08%)
     
  • OURO

    1.837,80
    -34,60 (-1,85%)
     
  • BTC-USD

    18.336,49
    -118,26 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    362,53
    +1,11 (+0,31%)
     
  • S&P500

    3.570,42
    +12,88 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    29.500,19
    +236,71 (+0,81%)
     
  • FTSE

    6.333,84
    -17,61 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    26.486,20
    +34,66 (+0,13%)
     
  • NIKKEI

    25.527,37
    -106,93 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.900,50
    -5,25 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4401
    +0,0602 (+0,94%)
     

IGP-M acumulado em 12 meses chega a 24,25%, diz FGV

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil
·1 minuto de leitura

O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), usado no reajuste dos contratos de aluguel no país, registrou inflação de 3,05% na segunda prévia de novembro deste ano. A taxa é superior aos 2,92% observados na segunda prévia de outubro, segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com o resultado da segunda prévia de novembro, o IGP-M acumula taxa de inflação de 24,25% em 12 meses, acima dos 20,56% acumulados na segunda prévia de outubro.

A alta da taxa de outubro para novembro foi puxada pelo Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado e que registrou taxa de 3,98% em novembro, acima dos 3,75% de outubro.

O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, teve queda na taxa de inflação, ao passar de 0,71% na prévia de outubro para 0,51% na prévia de novembro. A inflação do Índice Nacional de Custo da Construção também caiu, de 1,50% em outubro para 1,38% em novembro.