Mercado fechará em 6 h 9 min
  • BOVESPA

    123.414,62
    +1.613,41 (+1,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.150,28
    -45,15 (-0,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,46
    +0,31 (+0,45%)
     
  • OURO

    1.805,00
    -9,50 (-0,52%)
     
  • BTC-USD

    37.719,39
    -1.436,45 (-3,67%)
     
  • CMC Crypto 200

    938,10
    -37,79 (-3,87%)
     
  • S&P500

    4.416,46
    +13,80 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    34.939,50
    +146,83 (+0,42%)
     
  • FTSE

    7.116,02
    -7,84 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    26.204,69
    -221,86 (-0,84%)
     
  • NIKKEI

    27.728,12
    +144,04 (+0,52%)
     
  • NASDAQ

    15.094,00
    +20,50 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0649
    -0,0534 (-0,87%)
     

IGP-10 desacelera alta a 0,18% em julho com alívio de commodities agrícolas, diz FGV

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) -Os preços de commodities agrícolas seguiram em desaceleração e o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) passou a subir 0,18% em julho, depois de avançar 2,32% no mês anterior, de acordo com os dados divulgados nesta sexta-feira pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com esse resultado, o índice passou a acumular em 12 meses alta de 34,61%. O dado de julho ficou abaixo da expectativa em pesquisa da Reuters de avanço de 0,21%.

No mês, houve queda de 0,07% do Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral. Em junho o IPA havia subido 2,64%.

No mês, as Matérias-Primas Brutas registraram queda de 1,78% dos preços, depois de saltarem 3,66% em junho, influenciadas principalmente por minério de ferro (8,75% para -0,51%), soja em grão (-1,51% para -9,03%) e milho em grão (-0,11% para -8,52%).

"Áreas de cultivo nos Estados Unidos seguem ameaçadas pela baixa umidade, o que pode interromper precocemente a desaceleração dos preços desses grãos. Em contrapartida, a valorização do real deve contribuir para que os preços dessas commodities mantenham-se bem comportados no Brasil”, explicou André Braz, coordenador dos índices de preços.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), que responde por 30% do índice geral, avançou 0,70% em julho, de alta de 0,72% em junho.

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu 1,37% no período, de alta de 2,81% em junho.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

(Por Camila MoreiraEdição de Luana Maria Benedito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos