Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.780,40
    +3,00 (+0,17%)
     
  • BTC-USD

    33.935,49
    +1.542,96 (+4,76%)
     
  • CMC Crypto 200

    811,17
    +16,85 (+2,12%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.090,01
    +27,72 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.496,30
    +186,54 (+0,66%)
     
  • NIKKEI

    28.929,51
    +45,38 (+0,16%)
     
  • NASDAQ

    14.288,50
    +30,25 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9113
    -0,0085 (-0,14%)
     

IGP-10 acelera alta a 3,24% em maio com impulso do atacado, diz FGV

·2 minuto de leitura

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) passou a subir 3,24% em maio, depois de uma alta de 1,58% no mês anterior, já que os preços de commodities importantes impulsionaram a inflação ao produtor, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

Com isso, o índice agora acumula alta de 12,70% no ano e de 35,91% em 12 meses.

Os dados mostraram que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, acelerou a alta a 4,20% no mês, de 1,79% em abril.

As Matérias-Primas Brutas foram as principais responsáveis por essa leitura, uma vez que dispararam 7,66% em maio, deixando para trás a queda de 0,30% registrada no mês anterior.

"Aumentos recentes nos preços de importantes commodities, as quais também são insumos para vários segmentos industriais, sustentam a forte aceleração do grupo matérias-primas brutas do

IPA, estágio de processamento que responde por 38% do índice ao produtor", disse em nota André Braz, coordenador dos índices de preços.

Para o consumidor o aumento dos preços mostrou desaceleração, com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), que responde por 30% do índice geral, subindo 0,35% em maio, de 0,87% no período anterior.

Entre os componentes do índice ao consumidor, o grupo Transportes ficou com o maior destaque, recuando 0,22%, depois de saltar 3,19% em abril. A gasolina teve grande influência sobre esse resultado, uma vez que caiu 1,03% em maio, depois de avançar 9,02% no mês anterior.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, desacelerou a alta a 1,02% em maio, de 1,24% em abril.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos